>

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Mais uma Investida ....

Não sei se lembram, mas há umas semanas atrás, eu dava conta do receio que tinha, que a minha mãe aparecesse cá, e que dessa forma, me obrigasse a tomar uma posição de força proibindo-a mais uma vez de ver os netos, com eles a presenciarem esse triste espectáculo.

Continuo a achar que este tipo de conflitos devem ser resolvidos entre adultos, uma vez que as crianças devem ser salvaguardadas destas situações que só servirão para as destabilizar!!

Infelizmente a minha mãe, pese embora os seus quase 70 anos, ainda não conseguiu perceber isso. Tem levado toda a vida a colocar os familiares em pé de guerra, e principalmente foi a responsável pela inexistência de uma relação saudável entre o André e o pai.

No entanto, e uma vez que me criou sozinha, pois sempre fez questão de me afastar dos meus familiares, eu tentei desculpabilizar ... mas o meu limite chegou, com a ultima facada nas costas das muitas que me tem dado ao longo dos anos.

Continuo a achar que foi ela a responsável pela saída de casa do André, disponibilizando-se para, à minha revelia, pagar-lhe todas as despesas, financiando assim a sua vida de inércia, de boémia, irresponsabilidade e delinquência.

Enquanto próximas, comecei a dar conta dos diálogos mais surreais que a minha mãe tinha com a Rita. O tema era muitas vezes a morte. Creio que as crianças têm de ter noção do que as rodeia, mas continuo a achar que debater o assunto da morte com uma criança de 4 anos, que tem a felicidade de nunca se ver privada de nenhum familiar, não se justifica.

A conversa era que quando a avó morresse ela nunca mais a via, mas que não se preocupasse, pois à avó iria transformar-se numa estrelinha, blá, blá, blá. Posso estar errada, mas se a minha filha tiver a falatlidade de ver morrer um familiar próximo, aí sim, tentarei explicar o que sucedeu. Enquanto isso não acontecer, creio que não há necessidade de a fazer sofrer por antecipação!!

Desde sempre o tema morte é o predilecto da minha mãe. Quando o André tinha apenas 8 anos, a minha mãe dizia-lhe repetidas vezes: Caramba bem posso estar para aqui morta a apodrecer que tu andas na rua a brincar e não és capaz de vir visitar a avó!!!

Era assim ... sempre quis criar em nós a obrigação de cuidarmos dela!! pelos vistos pretendia seguir o mesmo caminho com a Rita e o Diogo.

O Diogo já se agarrava a mim e dizia-me: "Mãe não quero perder-te!!!". Não consigo achar normal que crianças tão pequenas tenham este tipo de receios!! Foi por tudo isto, que achei que deveria atender ao que os psicologos me têm vindo a dizer ... infelizmente a minha mãe é uma má influência!! Não fui a tempo para evitar esse relacionamento com o André ... mas ainda vou a tempo para evitar que perturbe os meus filhos mais pequenos!!

Por ter assumido esta posição, tive que enviar uma comunicação à escola, para que não permitissem que a minha Rita saisse acompanhada pelo irmão e pela avó!!

Hoje na reunião, a Professora veio-me dizer, que a minha mãe tinha lá ido, para ver a neta.

Bem este tipo de investidas não são novidade para mim ... mas fiquei danada com o facto de a minha mãe não ter acatado a minha posição, eu sou a mãe, e por isso, sinto-me com legitimidade para nessa qualidade assumir as minhas posições!!

É lamentável que para satisfação dos seus próprios interesses, não pense na tranquilidade e estabilidade da neta. Claro que tive que dizer que se ela aparecesse que seria melhor deixá-la ver a Rita, somente para não colocar a Rita, a assistir a uma situação desagradável. Pedi desculpa à professora, pelo facto de se estar a ver envolvida numa situação pessoal e familiar, pois compreendo que para a professora também não seja fácil lidar com a situação.

O unico problema é que permitindo uma vez ... pode ser o passaporte para começar a usar e abusar dessa possibilidade.

Teve azar a minha mãe ... pois no dia em que lá foi ... a Rita não foi à escola!!! isto há coincidências ..... a minha estrelinha estava comigo!!! Desde pequena que me dizem que tenho um grande Senhor a olhar por mim. Eu acredito!!!

PS - Ando em guerra com a Junta de Freguesia. Um dia destes conto!!! Almoços para crianças a 3,15€?, pagar carrinha de 15 dias quando só houve transporte durante 7??? Não ... não me parece justo!! Reunião para agendar na Câmara com o pelouro da Educação e com o Executivo da Junta de Freguesia!!! Vamos lá ver se não sou corrida daqui à pedrada!!! (lol)

Beijinhos

8 comentários:

Patricia disse...

É triste, mas deves pensar sempre no bem-estar dos teus filhotes. É pena que a tua mãe não se preocupe com eles e que se comporte de forma estranha.

js

Ana & Samantha disse...

Bem,a tua mae...nem sei o que dizer!
Caramba...falar de morte?A uma crianca?Quando nao ha razao para tal?
Ate parece que quer ver os netos a sofrer:(
Nao gostei mesmo nada,NADA,desta parte!

Concordo plenamente contigo,na tua decisao.
Mas tambem te digo..preferia que a minha filha vi-se um "espectaculo" entre a avo e a professora do que,ter algum contacto com ela.
Sei que e uma situacao complicada mas podia ser que assim,ganhasse um pouco de vergonha e nao fosse la mais vez nehuma!

Acho muito bem que os protejas.Faria o mesmo...

Beijinhos e forca!

Mae Princesa disse...

É triste, mas tens a tua estrelinha que te protege!!!Quanto ao almoço, o André para 1.42€, tu pagas um balurdio!Beijos!

Cristina&Alex disse...

Olá Filipa.
Fiquei a conhecer o teu blog pelo baby boom. E posso dizer que pelo que vi estou adorar...
É muito triste e complicado quando cenas como essas acontecem na família principalmente quando metem as crianças inocentes no meio.
Na minha familia (não entre pais e filhos mas tios e primos) isso é o prato de cada dia.

Beijinhos grandes :)

Maria Alexandra Martins disse...

Filipa,
Parabéns!Para mim ser mãe é isso mesmo, proteger os filhos acima de qualquer sentimento nosso. Imagino como te custa afastar a tua mãe e, claro, só o fazes para garantir o bem estár do Di e da Ritinha. És corajosa.Concordo contigo. Embora não tenha ainda nenhum filho biológico entendo que as crianças devem perceber determinados sentidos da vida quando confrontados com eles e, quanto a mim, só nesse momento serão capazes de perceber sem se sentirem angustiadas e assustadas.Um xi coração
Xana

Ângela & Tomás disse...

Olá!
Ai tanta coisa para comentar...até me perco!

Fogo..a tua mãe até dá raiva...hoje que sou mãe e amo este ser incondicionalmente penso que vou querer sempre o bem dele...não a percebo...desculpa mas tem qualquer coisa de "louca"...

Falando de coisas mais boas, parabéns tens uma filhota muito esperta, inteligente, bem educada...orgulha-te dessa pequenota:)

Ai caracóis...ADORO! E no Domingo também comi, a minha mãe faz uns optimos!
Desejo-vos continuação de umas optimas férias.
Aproveitem e divirtam-se muito!

Beijinhos muuuito babados e bom fim-de-semana.
Ângela e Tomás

Mamã e Tesourinhos disse...

Calculo que sofras com as atitudes que te vês forçada a tomar. Mas os nossos filhos acima de tudo, não é? Protegê-los é a nossa natureza!
Fica bem.
Bjs.

A mamã disse...

que cena a tua mae..parece a minha sogra ...benditos 5 meses de guerra que nunca mais tive de me cruzar com ela
Fizeste bem afastar os teus meninos dela
bjinhos
paula
3.15?????' eu da bia pago 1.41€