>

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Um Episódio de Vida ... na Zara

Uma história de vida ... em que, qualquer semelhança com uma história de ficção ... é pura coincidência!!
Um dia ... dirigi-me ao Centro Comercial Colombo acompanhada pela minha mãe e pelo meu filho (na altura ainda filho único). Entrámos na Zara, e eis que passado pouco tempo, pede-me para lhe comprar um cinto. Expliquei-lhe que não iria comprar, primeiro, porque ele tinha vários e não precisava, e depois porque não podia estar a gastar dinheiro com extras completamente desnecessários. Não refilou. Estranhei. Passado breves minutos, começo a ver que ele estava a colocar o cinto nas suas próprias calças. Mais uma vez fui posta à prova. Achei que se eu estava a ver, não podia fazer de conta que não sabia. Eu tinha de agir. Mais uma vez confirmei que todas as diligências do passado não surtiram efeito. Dirigi-me aos seguranças, expliquei-lhes o que estava a acontecer. Pedi-lhes que quando saissemos o interpelassem, solicitando contudo, a maior das discrições. Afinal eu era mãe ... não o queria expor, ... mas as tentativas mais suaves não resultavam, pelo que talvez assim, ele apanhasse um "susto" e nunca mais voltasse a roubar. Os seguranças perceberam a ideia e cumpriram com o solicitado, mas infelizmente não resultou ... pois episodios destes voltaram a repetir-se!!
Beijos
Filipa

3 comentários:

Anocas disse...

Acho que os teus "Episódios de Vida2 funcionam como uma forma de exorcizar "fantasmas e dores" que de alguma forma foste acumulando ao longo dos anos. Como qualquer mãe, no teu caso uma EXCELENTE mãe, deste sempre o teu melhor, nunca te poupaste a esforços nem a sacrifícios para ajudar o teu filho. Sempre te vi fazer o melhor por ele.
A frustração e a tristeza inerentes ao facto dele não corresponder às expectativas e aparentemente "não ter emenda", não invalidam o Amor que eu sei que lhe tens e, por isso, nesta fase estes teus posts funcionam não só como uma análise a posteriori dos acontecimentos como também como um grito de libertação: ninguém pode imaginar o que tu passaste e o que tu tentaste para fazer deste menino uma Pessoa de Bem.
O nosso coração está contigo e, no fundo, com ele também que o vimos crescer e gotariamos de o ver estar à altura dos pais que tem.
Beijocas grandes

Elisabete disse...

Olá.
Temos um "blog amigo" em comum: a mãe princesa"
E ao conhecer a tua "história" resolvi deixar-te um beijinho e abraço pois axo mesmo k não deve ser fácil lidar com a sit. que tens.
Tenho um filho de 19 meses e tb não sei para o k estou guardada!
Fazemos o k axamos melhor, e ás veses interrogamo-nos onde foi k não acertámos...
Força e beijinhos

Kelly disse...

Nem assim...ele pensa mesmo que é "invencível"!!