>

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Não Sei o que se Passa

Vou relatar uma situação para mim algo estranha e preocupante. Hoje estava eu a falar com a minha vizinha, e para variar a Rita andava a subir e a descer as escadas. Avisei-a várias vezes que ou estava quieta ou correria o risco de cair ... escusado será dizer que caiu mesmo, com o rabo no fundo do degrau. Comecou para chorar e quando peguei nela começo a ver que o corpo dela estava sem força. A minha vizinha começou a dizer que ia chamar o INEM. Disse-lhe que não valeria a pena ... pois eu sabia o que iria acontecer. Naquele instante a Rita começa a revirar os olhos, como se fosse a desmair, e com o corpo sem força ou reacção. Começo a chamar pela Rita e ela continua a revirar os olhos. Passados alguns segundos começa a reagir. Passados alguns minutos está no seu estado normal. A minha vizinha continua em pânico. Este episódio já é o 3º. O 1º ocorreu em Janeiro. A Rita escorregou no chão da sala. caiu. quando a fui levantar no chão ela não tinha força nas pernas para se por em pé. quando lá a pus ao colo vejo que estava a revirar os olhos, chamei por ela. não reagiu.Passados uns segundos começa a normalizar. Achei estranho mas o que é certo é que pensei que se pudesse tratar de um caso isolado, mas não. O 2º episódio ocorreu quando ela estava sentada no chão a brincar como os brinquedos e o irmão decidiu tirar-lhos. Começou a chorar de um forma descontrolada. Quando olho para ela, afim de lhe pedir justificações pelo comportamento desajustado vejo que se encostou à parede e que se deixava cair lateralmente para o chão. Começo a chamar por ela, e quando lhe levanto a cabeça, lá me deparo com o revirar de olhos. Segurei-a. Mais uma vez chamo por ela. Normalizou nos instantes seguintes. Quando lhe pergunto o que se passa ela não consegue relatar o episódio .... diz que não sabe ... que estava a dormir. Isto não é estranho? Parece que é um ataque que lhe dá ... mas na segunda vez não foi motivado por nenhuma queda ou por dor ... a unica coisa que aqui vejo em comum é os nervos ... será possível. A 2º vez ocorreu a 28 de Março. Pensei em ir com ela ao Hospital, mas sinceramente, ela regressa à normalidade ... pelo que, não sei o que fariam no Hospital. Mas tenho consciencia que estes episodios são tudo menos normais. O que me aconselham a fazer? acho que vou ligar à Saude 24. Liguei. Acharam que devia ir ao hospital. Espero que o meu marido chegue a casa para ir ao Hospital de Torres Vedras.

3 comentários:

Ana & Samantha disse...

Digo-te ja que se fosse comigo,entrava em panico!!!
Acho que deves ir ao medico ou ligar para essa linha e saber o porque desses ataques..meu Deus!!!

Ate fiquei de boca aberta....Nao vos conheco pessoalmente mas acredita que fiquei preocupada.

Espero que nao seja nada de grave mas por favor quando souberes de alguma coisa diz,sim?

Beijinhos e que nao se repita:(

Anocas disse...

Começa a haver um padrão, já não é um caso isolado. temos que ver o que se passa com a Rita.
Não será epilépsia infantil? É uma doença relativamente comum e tem síntomas semelhantes a estes.
De qualquer forma mantém a calma muitos destes problemas infantis não são graves e tratam-se facilmente.
Beijos

Patricia disse...

Eu entrava em pânico... tudo se h´-de compor...

bjs