>

quinta-feira, 5 de junho de 2008

A Conversa do Vira o Disco e Toca o Mesmo

Bem, o meu marido por mais que esforce não consegue controlar os nervos que esta situação do nosso filho mais velho nos provoca. Tem uma grande qualidade .... que é uma excelente capacidade de sintese ... contrariamemte a mim que primeiro que chegue ao fundo da questão ando cheia de rodeios e com muita preocupação que possa parecer mal ou que não seja devidamente entendida. Para ele a questão da aplicação de uma medida de automia à vida, sugere-lhe os seguintes comentarios:
- mas o Estado tem de lhe patrocinar a autonomia porquê? o facto de se ser calão, porco, ladrão, e querer fumar e beber, muitas drogas e saídas à noite são fundamentos para apoio estatal?
- então porque é que eu que tive que ser operado para poder continuar a trabalhar e com isso dar continuidade a mais de 20 anos de descontos, e em 5 semanas apenas recebi da Segurança Social 400 euros, quando afinal o meu filho sem nunca ter feito um só desconto, está a viver em regime de pensão completa paga por todos quantos estão a trabalhar, incluindo eu.
- Então mas nós revoltamo-nos com a posição da tua mãe (a minha) e afinal o Estado acaba por estar a alimentar a inercia
- Será que se me saltar a tampa e matar os dois (a sogra e o filho) esta medida de autonomia também me será aplicada quando cumprir a minha pena de prisão e durante a minha permanencia na prisa será que te colocam a ti (a mim) e aos miudos numa pensão e vos sustentam enquanto estou impedido de o fazer?
O meu marido passa-se! É de facto uma pessoa que trabalha dois dias num só, vê-se obrigado a perder 50,00€ cada vez que tem de ir a tribunal, para debater problemas que advem de um filho que desde cedo fez questão de não se munir dos estudos necessários para não correr o risco de se ver inserido num curso tecnico-profissional ou conseguir trabalho, para agora poder viver dos subsidios estatais. isto será justo? isto não é a inversão de todo o sistema? Como é que nós pais conseguimos viver com a revolta de vermos um filho ainda a gozar com tudo e com todos? casa paga, alimentação na mesa, roupa lavada .... sem fazer a ponta de um corno??? E afinal de contas, será que se formos pedir o dia à segurança social ela paga? Era o pagas .... isto está bom é para quem anda a roubar!!!!

3 comentários:

Ângela & Tomás disse...

Olá!
Não é mesmo nada facil a vossa situação com esse filho...
Paciência e muita calma...não é fácil de gerir, mas...

Espero que tenhas um optimo fim-de-semana aproveita o solinho para passear com os filhotes!

Anocas disse...

E viva o teu marido!!! Não há dúvida que ele é um homem lúcido e com as ideias bem arrumadas. O pior é que entre os homens que nos governam aparentemente há poucos...
Claro que é uma situação absurda! Andamos nós a pagar impostos, a privar-mo-nos de ter a vida que gostaríamos de ter e anda o "Sr. Estado" a patrocinar a preguiça e a delinquencia dos nossos meninos!
Ás vezes só dá vontade de partilhar estas coisas com os media, saber se realmente está tudo louco, ou se somos nós que "não estamos a ver bem a coisa"!

Teresa disse...

Que raio de situação, hein?! O teu filhote não é o único o que ainda piora as coisas. Mas se há alguém com espírito é o teu marido! Pelo menos não faz rodeios, vê as coisas tal como elas são. E tu, tens muita fibra és uma mulher e pêras. Não te deixes abater, continua a usar a ironia como arma (adorei o teu post sobre os pais e como são facilmente lixados e até concordo com o do futebol) Agradeço o desejo de bom fim de semana e retribuo, com a convicção de que podes e sabes aproveitar a vida apesar de passares por coisas que muitos nunca irão sequer entender
Bijinhos