>

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Fluoxetina

No seguimento do post em que abordo a toma da Fluoxetina que me foi prescrita ontem pelo médico, quero-vos desde já a agradecer o Vosso cuidado e dizer-vos que, por mais que queira prestar alguns esclarecimentos adicionais, será difícil, já que não percebo absolutamente nada de medicamentos, pelo que quando saí do médico, não sabia se se tratava de um fármaco forte, ou nem por isso.


Foi minha preocupação transmitir ao médico o seguinte:

- que nos últimos anos tenho tido problemas familiares graves (com o André e a minha mãe), mas que felizmente estamos numa altura de distanciamento o que aparentemente pode ser bom, mas ..... custa;
- que estou há 6 anos em casa, ora feliz, ora frustrada, pois abdiquei da minha profissão conscientemente para acompanhar os meus filhos, mas falta-me sempre qualquer coisa,
- que me isolo;
- que afogo as mágoas, frustrações e tristezas no frigorífico, e por isso, num ano consegui a proeza de engordar 8 kg;
- que me deparo com uma forte queda de cabelo;
- uns estupores dumas borbulhas que teimam em surgir (deve ser das toneladas de Nesquick, lol)
- e que ultimamente desenvolvo uma dependência doentia com o PC nomeadamente com a net, na sua variante Blogs (lol)!!!! Gosto muito, mas temos que convir que estar grande parte do dia "pregada" ao monitor, só não o fazendo nos intervalos para as lides domésticas, e estender esta actividade todos os dias até às 5:30 da manhã, não é nada normal!!

Referi ainda, que contrariamente ao que acontecia em Setembro, que neste momento me sinto forte psicologicamente, mas mantenho-me, como sempre fui .... muito ansiosa!!!

Face a este miserável quadro clínico, o médico, prescreveu-me 3 cápsulas ao peq. almoço de Fluoxetina. Alertei-o para o facto de nunca ter tomado nada à excepção do que é normal (aquilo que referi no post), e que tinha que 2 crianças para tomar conta, pelo que não poderia andar a levitar. Ele explicou-me que a dose normal seria uma cápsula, mas que em casos mais graves (pelos vistos ele acha que o meu estado é grave, e ontem foi a 2ª vez que me viu, lol) deve-se tomar 3, pois funcionará também como inibidor do apetite!! Assegurou-me que não me dava sono e que o objectivo seria aumentar a minha auto-estima (que levou anos no auge e pelos vistos desgastou-se)!!!

Desculpem a minha ignorância, mas eu sempre fui muito céptica em relação a estas medidas, pois fico sempre com a ideia que nós temos é que arrumar as gavetinhas na nossa cabecinha e enfrentar os problemas de frente. Quanto a mim, a melhor terapia não será engolir comprimidos, mas falar abertamente sobre tudo o que nos angustia, e por isso, acho que um bom psicólogo pode ser uma grande ajuda (os meus psicólogos tem sido vocês que fazem a gentileza de ler os relatos que faço)!!

Sermos tratados com o recurso a químicos, provoca-me alguma confusão, mas, tenho ouvido dizer que tratar, tratar, não trata, mas que ajuda muito. Pois se assim é ... então que assim seja!!!

Entretanto, alertada para a dosagem fui à "Bula" e lá consta o seguinte:

Psicopax é um psifármaco da classe dos anti-depressivos, utilizado para:
- Episódios Depressivos Major
- Perturbação Obsessivo-Compulsiva
- Bulimia nervosa: está indicado como complemento da psicoterapia destinada à redução da compulsão de comer e da ingestão de laxantes;

Para os Episódios Depressivos e Perturbação Obsessivos-Compulsivos a dose normal é de 1 capsula de 20 mg/dia podendo ser aumentada até 60 mg/dia. Bulimia Nervosa a dose diária é de 60 mg!!!

Vou tomá-los (aliás comecei hoje) e vou ver no que vai dar!

Agradeco-vos muito a Vossa preocupação e o facto de estarem sempre desse lado prontos para deixar uma palavrinha!!

Obrigado!!

Hoje, dia de Reis aqui vos deixo uma fotografia da minha Rainha!

(Foto retirada)

9 comentários:

Angel disse...

Pois é amiguinha ñ sei até k ponto deves tomar 3 por dia, acho k deve ser uma dose mto forte.
Foi mesmo o psiquiatra que te receitou? Ou o medico de familia? Informa-te...e diz-nos
Bjs

Mae Princesa disse...

Epá, eu acho que não devias tomar amiga....Isso é um caminho sem fim....Vicia, etc....Mas não estou na tua pele, não é???Beijinho grande e força!

Sofia,Pedro e Joana disse...

Olá querida Filipa, mas que rainha mais bonita, hoje também tivemos uma em casa :-)
Quanto à fluoxetina, parece-me uma dose algo elevada, sobretudo para quem vai iniciar a sua ingestão. Deveria ser (mas isto é a minha opinião), uma cápsula durante x dias e, se o médico visse a pertinência em aumentar a dose, então que assim fosse. Mas,bem, eu não sou médica, por isso espero que o inicio do tratamento (se é que posso chamar assim) seja bem sucedido.
Como sabes, sou psicóloga de formação, se quiseres podemos falar sempre que o desejes. Eu defendo que, sempre que nos sentimos mais em baixo, devemos falar.Não guardar nada dentro de nós. Quando a minha avó faleceu, em 2004, devido a um cancro da mama, eu falei, falei, falei durante dias. E tomei fluoxetina para me ajudar a lidar com a perda. Estava na faculdade, na altura, precisava de encontrar um ânimo extra que o diálogo, só por si, não me trazia. Por muito terapêutico que fosse. É por isso que muitos médicos, para além da terapia farmacológica, aconselham quase sempre uma psicoterapia, conduzida por um psicólogo.
Filipa, sempre que precisares estou aqui, é só dizeres, sim?
Beijinhos xl,Sofia,Pedro e Joana

Patricia disse...

e a tua rainha está lindíssima...
eu cá não acho nada... se falaste com o médico e esta foi a prescrição dele, tens de confiar nas suas capacidades, mas convém vigiares-te a ti própria para veres a tua própria evolução. é certo que é sempre melhor não tomar nada, mas se é necessário, há que fazer o tratamento. Juntamente com o tratamento consultas com psicólogo podem ajudar a recuperar a auto-estima e a arrumar tudo certo nas gavetinhas...

beijos

Anónimo disse...

querida filipa a Rita esta linda uma verdadeira princesa filipa se vir que lhe faz bem falar falar com uma pessoa que esta longe e que tambem ja sofreu um bocado na vida estou a disposicão beijinhos angelina

Noc@s disse...

A tua Rainha está lindissima :-) Eu ontem também lá tive assim um reizinho ;-)
Quanto ao resto, como referi de medicação não entendo niente, por isso não opino e como sou um pouco alérgica a medicações melhor mesmo não opinar nada. Quanto ao desabafares, pois bem aqui estarei sempre para ler, mandar um ou outro bitaite, e para te ouvir quando precises.
Um beijo grande

anocas disse...

Boa sorte!!!
Agora é que vai ser emagrecer!!! A minha amiga C. perdeu 10 kg nessa fase!
Só ficou com pena de não os poder tomar para o resto da vida, LOL!!
Quanto à dosagem... eu não percebo nada disto mas... é excessiva!
Ou tu estás mesmo a "morrer" ou... o médico de familia passou-se!

Liliana disse...

Amiga ja falamos sobre isso, e como sabes eu tambem tomo a fluoxetina, nao concordo nada com os que dizem que nao deves tomar, mas estas pessoas sao medicos?concordomuito com a opiniao da sofia, os medicaments ajudam sim para alem da terapia, falo por exeriencia, e so acho e que devias ter começado com o maximo de dois, 1ao pequeno almoço e outro almoço, mas o medico receitou ele deve saber o que esta a fazer.
Nao tenhas medo de os tomar, eles vao ajudar-te vais ver amiga

Beijoca grande

Ah outra coisinhas adoro o teu blog assim

Ângela Vieira disse...

Olá!
Que linda Rainha, aqui também tive um lindo Rei...
sobre o medicamento não posso ajudar...espero que não tenha efeitos negativos e que qpenas te dê serenidade...

Andava um pouco como tu em relação à net/Pc/blogues e decidi que tenho de abrandar...
Cada vez tenho menos tempo e dou por mim aqui horas...
Agora que o marido vem almoçar a casa menos tempo tenho.
Ainda por cima ele não gosta nada que eu ande por aqui...
Enfim!
Mas cá vou vindo, menos mas nunca abandonarei o meu e os vossos cantinhos :)

Beijinhos e tudo de bom!`
Ângela