>

terça-feira, 9 de setembro de 2008

E Assim Andamos


Segunda-feira à noite o meu marido explodiu. Observou que em todo o dia, o André não se mexera para procurar trabalho, pelo que, saiu do quarto dizendo-lhe que filmes repetidos via ele na TVI aos sábados e domingos à tarde (lol), pelo que, não iria admitir mais repetições de o ver estar em casa a dormir, à espera que um especial trabalho apareça.

O André, argumentou dizendo que na 4ª feira aguardava resposta do vizinho do Pladur. Mais uma vez, "encostámos o barro à parede" para que perceba que esta oportunidade foi-lhe dada unica e exclusivamente para que arranje trabalho, junte dinheiro (não estou a ver como mas enfim) e consiga a curto prazo autonomizar-se (quase que dá vontade de dizer e depois acordei)!!!

Ao serão veio com a história que falara mais uma vez com o vizinho (sai para fumar e inventa contactos telefónicos) e que, este lhe dissera para ele não se prender pelo pladur, pelo que, deveria realmente tentar encontrar outro trabalho. Resumindo, sentiu-se intimidado pela explosão do pai, e lá se decidiu a procurar trabalho.

O ambiente continua muito pesado, com o meu marido a isolar-se constantemente. Hoje de manhã começa o André a querer ir inscrever-se, mas para o fazer, era necessário tirar fotocópias e fotografias. Lá fomos todos, a fim de acompanharmos o menino, e com o pai nervoso não só com a situação, mas também, a ver o seu rico dinheirinho a fugir (lol)!!!

Fomos de seguida ao café dos meus sogros, onde o meu marido reagia bruscamente às birras que os miudos naturalmente lá vão fazendo. Os presentes espantaram-se pelas reacções abruptas que o meu marido revelou, tendo acabado por ir isolar-se para dentro da carrinha cerca de 2 horas para se acalmar.

O André não evita enervar o pai. A sua falta de bom senso é de facto enervante. Estavamos em grupo a falar do tempo que houve em Agosto não muito propicio às idas à praia ... e o André sempre muito oportuno, pôs-se a divagar sobre o excelente tempo que apanhou no mês de Abril nas vários dias que foi à praia!! Bem, o meu marido, fumega de nervos .... quase que o temos de agarrar para ele não partir para a violência, enquanto o André relata calmamente os dias de borga com os amigos nas praias da linha!!!

Pois é, é que se não tivesse havido tanta praia, e sim trabalho, não estaríamos hoje a viver esta desagradável situação!!!

Continuamos a assistir às inumeras desculpas que o André inventa para não se inscrever aqui ou ali, mas amanhã lá irei eu acompanhá-lo para que se sinta obrigado a de facto inscrever-se, mas agora pergunto eu: será que quando ele arranjar emprego também tenho que o acompanhar diariamente? Não haja duvida que por mais que nós queiramos que ele se torne um homenzinho, isso não depende de nós ... mas unica e exclusivamente dele.

Pensei seriamente sobre este delicado assunto, e por muito que me custe tenho que assumir que se tiver que escolher entre a estabilidade dos meus filhos pequenos e o André, optarei naturalmente pela estabilidade deles. Se tiver que escolher entre o meu marido e o meu filhos, por mais incrivel que pareça, optarei pelo meu marido. Maridos há muitos, e os filhos é que são nossos, deveríamos estar sempre a favor dos filhos, mas nesta situação eu não tenho duvidas e é com tristeza que assumo que o André ficará para segundo plano.

Os esquemas deles continuam. Confrontei-o com o facto do maço de tabaco que alegou ter sido dado pelos amigos estar a acabar, pelo que agora, ele teria que justificar ao pai a proveniência de outro maço com que entretanto ele apareça, isto porque, já começo a ouvir bocas do meu marido, que de uma forma soft alvitra que seja eu a dar-lhe dinheiro, quando isso não está nem vai acontecer!!

Os meus sogros estiveram a falar com o André, aconselhando-o a mudar o seu comportamento, mas para azar dele, não lhe encheram o bolso de tabaco como ele estava à espera, pelo que, enquanto escrevia este post, o André tentou propor-me vender-me a maldita maq. fotografica.

De facto essa maq . é melhor que a minha, mas a minha é minha, fui eu que a comprei honestamente, enquanto a máquina que ele tem e quer vender, foi-lhe dada pelos amigos (olhem eu a fazer que acredito)!!! Não a quero nem dada, quanto mais vendida.

Como neguei, pediu-me 3,00€. Como recusei, disse-me que não fazia mal, que amanhã já tinha a máquina vendida. Então se assim é, para que é que me está a chatear a cabeça para ma vender às prestações de 3,00€/cada???

Ai, só vos posso dizer que viver diariamente com ele é desgastante, ele está sempre a provocar e a desconversar ... e aqui em casa a tolerância é zero!!!! Temos vindo a ficar muito desgastados ao longo destes anos ... e as histórias repetem-se. Estou em crer que a estadia do André cá em casa será uma questão de dias ... ele tentar-se-à impor aos poucos ... já vai rondando com sonhos de saidas à noite. Presentemente, não são permitidas saidas. Se quer borgas não será nesta casa que as terá. Aqui em casa é só para trabalhar, o tempo de brincadeira já passou. É lamentavel colocarmos as coisas nestes termos, mas aqui estamos com a rédia curta ... continuamos a ser nós a impor as regras , e agora sem possibilidade de as mesmas serem negociadas. Agora estamos a viver no regime da ditadura .... em que os ditadores somos nós, os PAIS!!

Hoje a minha mãe foi agradecer pessoalmente ao amigo do André que o ajudava comprando-lhe 2 hamburguers dia (foi o amigo que contou ao André via Messenger). A minha mãe disse ao amigo, que esperava que o André se desse muito bem por cá (como se ela não o conhecesse) tendo ainda frisado que gosta muito dele, e que tem saudades dele ..... ou seja, parece que a avózinha já tem o coração mais amolecido, pelo que, o netinho mais dia menos dia, volta a ter as portas de sua casa abertas. Agora o netinho, já está com a força que precisa para tentar negociar ou desrespeitar as regras aqui impostas ..... agora o netinho talvez já acalente a esperança de ter outro pouso para onde fugir!!!

Por isso digo, isto é uma questão de dias ....

Desculpem não andar tão presente nos Vossos cantinhos, mas sinto-me tipo bombeiro a apagar fogos, e com pouco tempo ... e para ser sincera, com pouca disposição para andar na net, para além de que, o PC está agora quase sempre permanente ocupado!!!

Beijocas para todos

10 comentários:

S.A. disse...

Fico triste...

gostava msm muito q tudo melhorasse na tua casa, mas vejo q a situação está no limite.

Conselhos e opiniões não tenho.

Estou por aqui, disponível para estarmos um pouquinho, se assim o entenderes.

Abracinho apertadinho.


Sandra

Patricia disse...

Eu também já não sei o que diga...
se precisares de desabafar podes sempre encontrar-me no messenger... estou a torcer para que a estabilidade regresse ao teu lar.

beijocas

andreia disse...

´bem que situaçao.. mas o andre e teu filho e do teu marido?
voces tem mesmo de obrigar a trabalhar que situaçao.
jokitas

andreia disse...

nao linda o que eu pensava era que o andre era so filho do teu marido e nao teu mas ao ler para tras reparei que e vosso, entao percebi que foste mae muito cedo lolololol e o que da nao ler do inicio do blog lol
~jokitas

Teresa disse...

Olá Filipa, vejo que a coisa está de facto difícil. São estas situações que vão moendo até que rebentam. Depende para que lado cai! Como dizes, oportunidades já voçês deram e o desgaste leva a que não se tenha sempre a mesma disponibilidade.
Se precisares de apoio cá o tens, infelizmente nada mais posso oferecer.
Beijinhos grandes

Mamã e Tesourinhos disse...

Oi! Sou de opinião que os Pais devem apoiar os filhos e darem-lhe ao máximo a estabilidade que eles precisam para serem alguém no futuro. Infelizmente o André não quer essa ajuda. Tenho pena, pois pelo que já conheço de ti, mereciam ter uma Vida diferente. Por muito que custe (e acredito que te deve custar imenso) apoia o teu marido e os teus filhotes - não devem de deixar de ser uma família por mais este contratempo.
Sempre que quiseres, já sabes, estou aqui para ler os teus desabafos.
Fica bem.
Bjs.

Mae Princesa disse...

Amiga, força! E protege-te! Deixar entrar é fácil, o pior é pôr para fora certo? Beijos!

Liliana disse...

JA nem sei mais o que te diga, so te posso desejar sorte, e muita força, para tentares levar o Barco a bom Porto.

Beijinho grande

A mamã disse...

sem duvida que a vossa vida não é nada agradávem com ele ai
tu dizes que o teu marido anda stressado e não é para menos ...quem não anadaria
partir para a violência ? desculpa Filipa ams é mesmo disso que ele precisava ..uns bons tabefes naquela cara
desculpa ser assim estupida mas revolta-me ler as tuas palavras ..tão boa mãe e ele não querer ser ajudado
fazes bem ..tolerancia zero ..ele há-de se enxergar se quiser
mil bjs
paula

Patricia disse...

Pois, ela "desistiu" há algum tempo do blog.

bjs