>

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Dia Mundial da Contracepção

Soube, através do Blog da SA que hoje se comemora o Dia Mundial da Contracepção! Ora eu, que fui mãe adolescente, não por ignorância, mas pela urgência que a paixão suscitou, e pela excelente pontaria que tivemos (lol), dou uma grande importância a este tema.

Como mãe, senti desde logo necessidade de explicar ao meu filho a temática da sexualidade. Não queria que ele ficasse com ideias erradas, que lhe fossem transmitidas pelas conversas que naturalmente teria com os amigos.

Comprei literatura (a que está na foto) adequada à idade dele (8 anos), e vai de lhe começar a explicar. Nunca me abstive de dar aos orgãos genitais os nomes que usualmente são utilizados, mas a literatura causou-me alguns embaraços.

Lembro-me que estavamos os dois sozinhos em casa, deitados na minha cama e eu pego no livro e começo a falar com ele, seguindo o texto e as ilustrações. A dada altura, o livro explicita: Para que a mulher engravide é preciso que o pénis do homem seja introduzido na vagina da mulher. Não sei se estão a imaginar a cara de escândalo do miúdo a olhar para mim (com um ar de nojo) lol, e eu, senti-me corada até mais não, e juro-vos que se tivesse ali um buraquinho bem o tinha utilizado!!

Eis que naquele instante , sentimos a porta de casa a bater, e dirige-se a nós o meu marido (bem mais conservador e que jamais se sentiria á vontade para abordar estes temas, lol). O André assim que vê o pai à entrada do quarto em vez do habitual, Boa noite .. eis que diz: oh! pai, tu não tens vergonha de teres posto o teu penis na vagina da mãe?

O meu marido ficou de todas as cores possíveis e imaginárias e eu, eu percebi logo ali, que era melhor esperar mais uns dias para acalmar a euforia da lição agora apreendida.

Sempre falámos abertamente do tema. Expliquei-lhe tudo o que sabia, e cedo soube que o meu filho iniciara o seu relacionamento sexual. Ele falou comigo sobre isso, pelo que, quando confrontada com essa, quanto a mim (prematura) realidade, achei por bem que ele tivesse uma consulta de planeamento familiar.

Acho que o planeamento familiar interessa aos dois, independentemente de se tratar de uma rapariga ou um rapaz. Na educação dos meus filhos não faço diferenças. São educados da mesma forma (naturalmente respeitando a personalidade individual de cada um deles) e às vezes temos que fazer algumas adaptações, mas quando à base educacional é efectivamente a mesma!!

Dirigi-me ao centro de saude da área de residência e pedi uma Consulta de Planeamento Familiar para o André. Marcaram-me a consulta sem qualquer comentário ou reacção. O André foi à consulta e eis que passado uns dias recebo a conta da consulta para pagar. Desloquei-me lá afim de contestar o pagamento, uma vez que a consulta de planeamento é gratuita.

Nem imaginam o ar de espanto das funcionárias administrativas quando eu fundamentava a isenção da consulta. Fizeram-me perguntas como: Mas consulta de planeamento para um rapaz?, Desculpe mas nao é normal, aqui no centro de saúde é a primeira vez que acontece!!

Ora esta situação não ocorreu há 20 anos atrás, mas sim há 4. E em pleno século XXI ainda é assim que parte (provavelmente uma fatia ainda muito significativa) da nossa população entende o planeamento. Continua a ser um problema unica e exclusivamente das meninas/mulheres.

A partir dessa altura, o André pôde recolher preservativos gratuitos no Centro, e possui Boletim de Planeamento familiar. Atendendo à sua personalidade, duvido muito que os utilize, provavelmente só se lembrará que os deveria ter usado, após o acontecimento, mas enfim!!

Como mãe mais do que uma gravidez indesejada, preocupam-me bastante as Doenças Sexualmente Transmissiveis, pois creio que dentro em breve, as consequências dos comportamentos de risco adoptados pelos nossos adolescentes, aparecerão e serão devastadoras!!

Infelizmente, os tempos mudaram. Hoje em dia, os jovens olham um para o outro, e saltam a fase encantadora do namoro, da exploração e do conhecimento, para a "parte" que quanto a eles é a unica que interessa ... a sexual. Hoje de manhã foi com a Marta, à tarde a Joana, e amanhã, será concerteza uma outra qualquer!!!

São relacionamentos promíscuos em que só interessa e tem valor ... o sexo, pelo sexo, sem encanto e sem sentimento!!

Eu só pergunto, se uma menina (que são na maioria das vezes piores e mais assanhadas que os rapazes), engravida, como saberá quem é o pai? isto não é uma tristeza? E se a gravidez é detectada tardiamente, e a criança nasce, como conseguirá a menina, comunicar no registo civil o nome completo do pai, se ela própria não sabe, pois a relação foi esporádica, e não ouve tempo para saber o Apelido?

Desculpem pôr as coisas nestes termos, mas falo com muitas jovens (algumas delas intituladas como meninas betinhas), cujos pais ainda não as deixam sair à noite nem ir à discoteca sem ser na sua companhia, e já tiveram mais relacionamentos, que eu sei lá. Os pais continuam a acreditar na virgindade das meninas ... talvez por hipocrisia, vergonha ou embaraço, em aceitar a realidade!!

Como Educadores, creio que nos cabe um relevante papel em "tentar" sensibilizá-los para a problemática do problema!! É essa a nossa função!! O resto cabe-lhes a eles!

E como esposas será este tema importante? Há realmente temas muito delicados de que ninguém gosta de falar, mas o que é certo é que as coisas acontecem. Mas por a realidade poder ser tão cruel, preferimos, as mais das vezes, não falar deles.
No fundo, acabamos por adoptar a mesma postura dos jovens ... e ficamos adormecidas pela convicção de jamais isso nos irá acontecer. Acreditamos que jamais o nosso marido nos faria uma coisa dessas ... Jamais!!

Espero sinceramente que jamais o meu marido "pule a cerca", e só peço que, se alguma vez ele elouquecer (por querer trocar uma preciosidade como eu) por uma outra qualquer (lol) consiga manter a sanidade necessária, primeiro, para usar o preservativo, e depois para me acompanhar à conservatória para formalizar-mos o divórcio!!!

Slogan à minha maneira: sejam homenzinhos, usem preservativos!! lol

Beijocas

11 comentários:

Cristina&Alex disse...

Estou 100% de acordo contigo em tudo que disses-te.
Adorei este post

Belit@ disse...

E postado isto, comentário não há! Está tudo dito.

Beijoca e bom fim de semana

Teresa disse...

Este teu post, tá o máximo! Gostei imenso da parte em que contas tudo como deve ser ao André e a reacção do pai, é mesmo típica (aquela coisa de conversa entre pai e filho é mais nos filmes, se não formos nós mães, os pais não avançam e quando for já era...)
Eu também tenho a impressão que vou ter de começar a falar com o Rafa sobre «namorar» como ele diz...até porque ele já sabe muita coisa pois desde muito novinho que lhe leio uma bonita enciclopédia com muitas ilustrações que explica tudo de forma simples e divertida.
Espero que se divirtam na festarola e que aproveites a leitura
Beijinhos e óptimo Fim de Semana

Nykita disse...

oi,
Bem tu foste uma mãmã adolescente , mas realmente consegues ser uma mãe a 100% eu concordo plenamente contigo ,pk ñ falar ou esconder a sexualidade qd é a coisa mais natural do mundo e nada melhor k vocesmãmas para falar com os filhos sem qualquer preconceitos, parabéns.

felicidades aos 3.

Nykita disse...

oi,
Bem tu foste uma mãmã adolescente , mas realmente consegues ser uma mãe a 100% eu concordo plenamente contigo ,pk ñ falar ou esconder a sexualidade qd é a coisa mais natural do mundo e nada melhor k vocesmãmas para falar com os filhos sem qualquer preconceitos, parabéns.

felicidades aos 3.

Anónimo disse...

filipa estou de acordo com tudo o que escreveu acho que nao a mais nada a acres/centar sinceramente penso que e uma mae inteligente e responsavel.bjs angelina

Mamã e Tesourinhos disse...

Oi Filipa!

Concordo com tudo o que disseste. Infelizmente a sociedade hoje ainda está muito "atrasada" para aceitar a sexualidade como um assunto a ser tratado a dois e que a responsabilidade é dos dois (como eu deliro com a frase "Ela vai casar com o rapaz/homem que a engravidou" - como se nesses casos não houve concentimento por parte dos dois e só ele é que quis...).
Fica bem.
Bjs.
P.S. - Quanto à aprendizagem dos nossos pequenos, a minha sogra várias vezes perguntou no ano lectivo passado se o Filipe já sabia escrever o nome. Pelos vistos há escolas que é aos 3 anos que ensinam. Por vezes nem sei o que pensar quando oiço os Pais a falarem nas evoluções que cada um faz nas escolinhas.

Sammy e Mama disse...

Ai mulher,so tu para me fazeres rir!!!
Ai o que eu me ri,na parte do Andre perguntar ao pai se n tinha vergonha......looool

Tal como foi ja dito,foste mae cedo mas responsabilidade nao te faltou!Fizeste tudo certinho,pena ele ser um doidinho....

Jinhos e bom fim de semana!

Liliana disse...

Concordo plenamente com tudo o que escreveste...tambem eu sou uma pessoa aberta sem complexos ou tabus, falo de sexo com a mesma seriedade com que falo de educaçao, politica, religiao...e quando tiver os meus filhos quero sejamos eu e o meu marido(no nosso caso o meu marido e como eu, aberto e fala sem problemas) a explicar aos nossos filhos como as coisas acontecem e os cuidados que devemos ter,mas tenho a plena consciencia que hoje em dia em pleno sec. XXI ainda ha muita gente com mentes fechadas e pequeninas que nao sao capazes de falar abertamente com os filhos nem mesmo com os maridos que deveria ser a pessoa com quem nao deveriam ter tabus nem complexos, mas enfim e a sociedade que temos, e cabe-nos a nos ir tentando mudar o rumo das coisas, porque se passarmos a mensagem aos nossos filhos tambem eles um dia sendo pais o irao fazer com os nossos netos. Em relaçao aos maridos, eu confio no meu, mas ja lhe disse que ai dele que pule a cerca porque para alem de nuncamais me ter tambem nao tera mais ninguem porque eu trato de o "capar" primeiro,lol...mas infelizmente, ha por ai muitas mulheres com DST sem saber que as têm, muitas delas senhoras ja de idade, em que ou porque nao querem ou porque a saude ja nao lhes permite nao estao disponiveis sempre que os maridos querem, e esses maridos procuram muitas vezes as piores(se e que nao sao todas mas) mulheres para satisfarem os seus belos caprichos de macho. Uma vez li na net(com muita pena minha ja nao sei onde)uma carta de um jovem da tua idade Filipa que numa altura em que o casamento dele andava numa fase menos boa, ele deixou-se levar na onda e teve uma noite de sexo com uma amiga de uns amigos dele...passado uns tempos a esposa estava doente e teve que fazer umas analises, la la estava o resultado, infectada com HIV, ela que nunca o tinha traido, confrontou-o ele contou-lhe fez as analises e la estava o positivo, ele escreveu a carta na cama de um hospital onde ja estava com uma pneumonia enorme e nao sabia se iria resistir, a mulher perdoou-o mas desde aquela noite de sexo as suas vidas mudaram para sempre, com dois filhos pequeninos, com um futuro incerto sem saber se iriam ter pai e mae a acompanha-los no seu crescimento...como ele dizia na carta, deixei-me levar nunca pensei ela tinha boa aparencia,nunca pensei...ele tentou chegar a fala com a tal rapariga mas nunca mais conseguiu, se calhar quantos mais ela nao infectou??? Fica aqui a certeza, nao se deixem levar por uma cara bonita uma boa aparencia, nao sabem o que ela esconde...

Noc@s disse...

Concordo a 100%. Mais não tenhoa dizer.
Jocas planeadas ;-)

Patricia disse...

Olá Filipa,

Eu acho que na minha educação falhou a parte da educação sexual por parte dos meus pais, mas sempre procurei essa informação fora, quer na escola, quer em livros ou até com amigos.
O problema dos miúdos e que acabam por trocar impressões entre eles que muitas vezes são falsas.
Por acaso nunca fui a uma consulta de planeamento familiar (não gosto da minha médica de família), mas sou acompanhada por um ginecologista.

bjs