>

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Resposta ao Anónimo

Comentário deixado por um anónimo ao meu post de 09/10
Ridiculo...
Mande essa carta à Ministra da Educção e Ministro da Solidariedade Social. Que culpa tem a professora de todos os seus desgostos com o Estado ou que tenha andado numa Faculdade Privada?! Sofreu injustiças e resolveu vingar-se?!
Exigir donativos...Dito assim até parece que vai algum para o bolso dos professores. Não, é simplesmente uma forma de as crianças irem ao Teatro, Zoo, etc, que muitas de outra forma não o fariam. Para os professores é um dia de maior responsabilidade, pois estão num ambiente não controlado e a responsabilidade é redobrada para com as crianças.
Sinceramente fico triste por ver esta carta, que roça o desrespeito com alguma expressões, ser aplaudida desta forma. Aliás ninguém esgrimiu argumentos, simplesmente aplaudiu a "coragem", "mulher sem papas na língua", "inteligente". Prova desta inteligência é enviar uma carta a uma professora a falar do Estado, sendo estes duas pessoas diferentes...Argumentos sérios e dirigidos a quem de direito não vi...

Direito de Resposta

À Sugestão : “Mande essa carta à Ministra da Educção e Ministro da Solidariedade Social”, cumpre-me agradecer a ideia. Mas passo a explicar porque não o enviei. Já viu o desagradável que seria, o funcionário que abrisse a carta, ter de alegar o artº xpto para poder ir recuperar das duras palavras da minha carta. Daria provavelmente o quê? entre 15 a 30 dias de baixa, não? E já pensou, que depois para além de um, poderia ter dois ergumenos a comentar anonimamente o meu Blog? Desculpe, mas se eu não me poupar …. Ninguém o fará por mim.

Ao comentário: “Exigir donativos …”

Então, querido anónimo? Não deveria ser isto que queria dizer pois não? É que caso não tenha reparado, mas exigência representa algo que nos é imposto, contrário por isso, aos donativos que são pela sua natureza voluntários. Entendeu o quer que lhe faça um desenhinho, hum?

Ao comentário: “Dito assim até parece que vai algum para o bolso dos professores”

Bem, não me obrigue a contar algumas coisinhas que provavelmente envergonharão a classe docente, mas creio que não é preciso, pois não? Você, saberá concerteza melhor do que eu! Gerir o dinheiro dos outros com leviandade não custa nada pois não?, não é isso que nos ensina o Ministro das Finanças? Então porque é que os “setores” não haveriam de poder? Desculpe, não o queria ofender, foi só um desabafo!!!

Ao comentário: “é simplesmente uma forma de as crianças irem ao Teatro, Zoo, etc, que muitas de outra forma não o fariam”

Dah!!!! Felizmente os meus filhos não precisam da escola para terem oportunidade de vivenciar todas essas experiências. Sou uma mãe empenhada que não vejo a escola como um deposito de criancinhas, nem delego nos professores qualquer das competências que me incumbem como mãe.

Quanto aos donativos servirem para proporcionar a ida das outras crianças que de outra forma não poderiam ir …. É aí está, mais uma das razões para o facto de ser contra os donativos.

Sei de mãezinhas e paizinhos, desempregados, com os filhinhos muito mal vestidos, mas que tomam o pequeno almoço todos os dias na pastelaria e debatem para quem quer ouvir a programação da TV cabo. Quando chega a altura de pagarem 10,00€ das fotografias dos filhos … não podem. Dinhos estão desempregados, e estamos em crise!!

Pois bem, cá em casa não há TV Cabo porque não podemos ter mais despesas, os meus filhos usam roupas que as amigas me dão, e o pequeno almoço é tomado em casa. Quem não tem dinheiro não tem vícios. E aqui primeiro estão as crianças, a sua educação e conforto, e só depois as manias e luxos!!!
Os filhos estão sujeitos, para mal de muitos, à ignorância e pobreza de espírito dos seus paizinhos. Lamento pelas crianças, mas não me sinto na obrigação de pagar pelos devaneios e parvoice alheia!!

Ao comentário: "Prova desta inteligência é enviar uma carta a uma professora a falar do Estado, sendo estes duas pessoas diferentes...Argumentos sérios e dirigidos a quem de direito não vi...

Exactamente por serem pessoas distintas é que não posso consentir que uma professora enderece aos pais, a responsabilidade de suportarem despesas que cumpre ao Estado. Não exigindo ao Estado, que cumpra as suas obrigações, o dinheiro que deveria ser canalizado para as nossas criancinhas irem fazer actividades e visitas de estudo, está a ser canalizado, para pagar a internet que o caro anónimo utiliza para comentários despropositados. Vá lá, esforce-se mais, produza só mais um pouquinho ... olhe que as avaliações já estão a decorrer, e depois a progressão na carreira fica comprometida!!

Já agora, que opina tanto para sobre o local para onde devo endereçar as minhas revoltas, não se lembrou ainda de enviar este seu triste comentário, e provavelmente muitos outros que escreve, ao Ministério da Saúde? É que podia ser que eles se lembrassem de criar algum gabinete de atendimento aos AESNPF (Anónimos Estúpidos e sem Nada Para Fazer)!!

Passe bem e volte sempre, pois isto de não ter muito para fazer, às vezes torna-se rotineiro, e assim, sempre estive entretida a responder ao seu opinanço!! Por aqui enquanto houver tempo … terá sempre resposta!!!
NB - Gostaria de esclarecer, como já o fiz, que ainda acredito, que nem todos os funcionários publicos são como os retrato. Esta é a opinião que tenho dos funcionários públicos de uma forma geral. Felizmente, consegui contar com a amizade de muitos dos meus profs. e ainda hoje, os recordo com saudade e reconheço o seu empenho. Acho que é uma actividade que deve ser abraçada por vocação e não como muitos fazem como alternativa profissional. Quando isso acontece ... mancham a classe docente e descredibilizam uma nobre profissão!!
Beijos

9 comentários:

Liliana disse...

So mesmo a ti, para te acontecer isto linda, ainda ha muita gente a doer-se, que so sabem criticar, e sera que esses anonimos na sua profissao cumprirao assim tao bem os requisitos a que foram prospostos?e que a mim cheira-me a comentario de prof ou de outro qualquer funcionario publico, e se assim e se calhar anda a usar o nosso dinheirinho, sim porque anda a usar a net do estado, aquela que nos pagamos todos os meses com os nossos descontos para a segurança social, como nao deve andar com vontade para trabalhar limita-se a deixar comentarios infelizes e ainda por cima anonimos, enfim...

jinhos

Ana Guida disse...

olha, parece-me k este deve pertencer mesmo a tal AESNPF :P

bjs*

Pai Para Sempre disse...

:-)
Amiga Filipa, eu e a Xana somos funcionários públicos e, lidos todos os teus textos, incluindo o de hoje nunca nos sentimos ofendidos. Sabes porquê? É que temos a consciência tranquila e a certeza do dever a ser cumprido todos os dias. Eu sou docente do ensino básico e secundário e a Xana trabalha como jurista numa Universidade pública mas, contrariamente à maioria dos funcionários públicos com que vamos lidando...nós sentimos que trabalhamos mesmo.
Por esta razão...subscrevemos o que dizes lamentando como cidadãos que assim se faça neste nosso país.
Um beijo

Patricia disse...

só a ti é que te acontece coisas destas ;) lol
as pessoas podiam ao menos identificar-se...

bjs

Noc@s disse...

Resumindo, já foste atacada pelos que não têm mais nada com que se preocupar a não ser fazer juizos de outros e ainda para mais nunca identificados. O bom da blogosfera é que se não gostam do que lêem podem passar à frente, e senão concordam até o poderão fazer, mas há de forma educada... Enfim que se lhes vai fazer.
Jocas anónimas ;-)

Anónimo disse...

filipa para mim deixar un comentario e como dizer ao dono do blog.bom dia e obrigado de me receber neste seu espaço as pessoas se não estão de acordo com o que esta es/crito não são obrigadas a ler nem a reagir sobretudo se não e feito com respeito e correção.penso que essas pessoas mereçem desprezo. um bom dia e um beijinho angelina

A mamã disse...

ó Filipa tens cá um galo com os teus admiradores anónimos ...
enfim ... caga e põe ao peito !
bjinhos
paula

Anocas disse...

Bem, o "sr. anónimo" tem todo o direito à sua indignação, poderia era ter tido a dignidade de se identificar.
Todas as opiniões são discutíveis desde que com nível e respeito para com a outra parte. Se o "sr. anónimo" se sente ofendido / atingido com as tuas observações... é pena, afinal a liberdade da blogosfera é mesmo esta: poder dizer tudo o que se pensa com sinceridade e sem rodeios.

Anónimo disse...

Incrível que a minha observação tenha sido considerada injuriosa e sem educação, e a sua resposta considerada correcta e íntegra apesar de me ofender. Triste. e não não sou docente, simplesmente não gosto de ir pela via fácil, mas pelo que percebi este blog é suposto ser um monólogo ao invés de se discutirem ideias, eu fui educado, sem papas na língua não lhe dá o direito a ofender.
Sem mais.

Nuno Fernandes