>

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Pimenta na Língua

Cada vez mais me convenço que educar é uma arte, e que a Educação de uma criança se deve adequar à sua personalidade. Quando olho para trás, constato que a Rita tem sido ma criança muito fácil de educar. É uma menina atenta, obediente, disciplinada, que faz questão de cumprir na perfeição as indicações que lhe damos, e que tem a perfeita noção do que pode ou não fazer, e do que pode ou não dizer.

Claro que também faz as suas traquinices, mas fá-las até um determinado limite.

Por sua vez, o Diogo, é quase o oposto. Já estava perfeitamente convicta que grande parte daquilo que somos não advém somente da educação que temos, mas sim da personalidade com que nascemos. Só isso explica existirem filhos que não espelham em nada a educação que tiveram, bem como, a existência de irmãos inseridos no mesmo seio familiar, e a quem é ministrada a mesma educação, que apresentam comportamentos e formas de estar muito díspares.

O Diogo é muito nervoso e impulsivo (sai à mãe e atira ao pai, lol), facilmente perde a postura, o que dá origem à saída em bloco de todas as asneiras que conhece. E como é que ele as conhece?, perguntam vocês. Conhece não só por ser telespectador atento e assíduo dos Morangos com Açúcar, mas também, por assistir ao rico e variado vocabulário vernáculo que apreende em casa dos meus sogros.

O certo é que assim que é contrariado, toca de gritar aos sete ventos, todas as asneiras que conhece, para choque da irmã, que fica boquiaberta e incrédula com tanto disparate.

Inicialmente, tentei fazer de conta que não ouvia, para ver se, não dando muita importância, ele se esquecia. A verdade é que não esqueceu, pelo que a frequência com que o diz tem vindo a aumentar. Assim, optei para com calma, tentar explicar que não o deve dizer que falta de educação, que é uma vergonha, blá,blá,blá! Ele ouve com atenção, parece compreender e as mais das vezes até pede desculpa, mas á mais pequena contrariedade, esquece-se de tudo, e lá vem o rol da asneirada!

Comecei assim por lhe dizer, que se ele não parava de proferir aquelas tristes palavras, que tinha de lhe por pimenta na língua. Já ando nisto há duas semanas, sem nunca ter concretizado esta minha ameaça.

Ontem, o Di aborreceu-se com a irmã, e a seguir a ter-lhe chamado parva e estúpida da m***a, lembrou-se de lhe chamar um nome mas intenso, que não se deve chamar à maezinha de ninguém. Chamei-o, baixei-me a ele e mais uma vez, apelei ao seu bom senso (aquele bom sendo dos 3 anos, lol). O Di pediu desculpa e mais uma vez prometer nunca mais dizer.

Passados uns longos minutos, vou dar com eles em grande reboliço, zangados e dispostos a tudo pela disputa de mais um brinquedo. tentei acalmá-lo, mas ele não se coibiu de apelidar a irmã daquele nome monstruoso. Ralhei, mas quanto mais o fazia, mais ele fazia questão de reafirmar que a irmã era o que ele lhe chamava.

A Rita estava chocada com tantos insultos. E agora o que é que fazia? Eu que ando há 2 semanas a ameaçar com a pimenta, não estaria na altura de converter a ameaça numa realidade? Não queria fazê-lo, mas para mim não faz sentido ameaçar se não se tiver disposta a cumprir, pois se assim não for, não faz sentido!!!

Decisão tomada, pimenteiro na mão e vai de molhar o meu dedo, despejar um pouquinho do pozinho "milagroso" e colocar o meu dedo na boca do Di (algo pouco higiénico, eu sei, mas não podia amarrar o miúdo, única alternativa que teria para assegurar que a pimenta se instalava na sua língua, lol)!!

E a reacção foi, de grande contestação, como seria de esperar!!

Chorou, pediu desculpa, muitas lágrimas .... ficou muito sentido .... mas a verdade é que não voltou a repetir (embora eu saiba que ainda é muito prematuro para cantar vitória). Espero que tenha resultado, pois quando não resulta também não vale a pena insistir por muito mais tempo, porque eles ficam "malhadiços" e o efeito que se pretende não é atingido.

Ontem ao jantar o Diogo, afim de actualizar a sua listagem de asneiredo, começa a perguntar-me:

Diogo: Mãe fonix é asneira?
Eu: Não Diogo, mas não é um nome bonito de se dizer
Diogo: Mãe fogo é asneira?
Eu: Não
Diogo: Então posso dizer?
Eu: Sim
Diogo: Mãe, parva é asneira?
Rita: Olha Di não sejas chato, a única coisa que podes dizer é possas caraças!!lol

Aguardaremos as cenas dos próximos capítulos, na esperança que as asneiras tenham tido um fim!! Será?

14 comentários:

As Minhas Pinxesas disse...

Eu ando a ameçar a sofia há uns dias q lhe ponho piri piri na lingua, pois tambem se tem saído com umas q ouve na escola de outros/as colegas.
Vamos ver no que dá, mas a minha já tem 8 anos.
Xana

Liliana disse...

Lol achei imensa piada ao post da pimenta na lingua, aqui para os lados do Norte tambem costumamos fazer essa ameaçazinha(para veres que afinal nao somos diferentes em tudo em relaçao a tudo,sabes do que falo). Olha tenho o meu primo que tem 19meses e nos ensinamo-lo que quando faz asneiras tem que pedir desculpa, mas a risota e geral, ou melhor era, porque agora temos que nos conter, porque ja se apercebeu, que quando diz desculpa nós começavamo-nos a rir, isto porque ele tadinho e pequenino e nao entende, e em vez de desculpa diz p...mesmo a direito,lol.falta-lhe conseguir dizer o des, e troca o C pelo P, saindo-lhe aquele palavrinha,lol.A serio os miudos sao o maximo, mas na idade do Di acho bem que o comeces a fazer ver que nao pode dizer essas palavras feias, se nao depois de se habituar e um castigo para parar.Pde ser que tenha aprendido a liçao e que sempre que va para dizer as asneiras, se lembre que a pimenta pica na lingua,lol

Beijinhos

A mamã disse...

kika tb anda nessa fase
noutro dia disse assim com as letras todos : FILHA DA PUTA
Quase deixei cair a panela ao chão de tão parva que fiquei
mas aquilo saiu-lhe ...chamaei-a á atenção mas em tom de voz mais azedo ...amuou, chorou, ficou tristinha como a noite.
Agora tal como o teu Di anda sempre a perguntar de isto ou aquilo é asneira ..lol

Ângela Vieira disse...

Ui...de pequenino se torce o pepino...
Eles crescem e os tabalhos duplicam!
Não é mesmo nada fazer ser Educador...
Espero que tenhas conseguido :)

Beijinhos grandes
Ângela e Tomás, o ranhoca :(

Belita disse...

Tu nem sabes, ou se calhar até sabes o que a pimenta, ou melhor Tabasco resultou no blog de uma menina, Meus Deus!
Se elas vêm cá parar!!!

Fizeste muito bem,eles têm de ser educados de alguma forma!
E muito me parece que tens um rebelde igualzinho ao de cá de casa!

Anónimo disse...

ola filipa eu acho que sou a unica a não estar de acordo com a pimenta .lol eu as vezes quando estou sozinha e pouco contente com a minha vida tambem me aconteçe de falar sozinha e não são palavras bonitas.lol eu penso que o Di agora vai pensar duas vezes antes de dizer palavras feias .e eu vou pensar na pimenta tãmbem antes de as dizer.lol beijinhos angelina

Sofia, Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, os 3 anos testam mesmo os nossos limites. Traduzem uma independência crescente, um desafiar sem precedentes...mesmo assim, espero que a pimenta tenha efeitos duradouros!
Mil beijinhos gordinhos,Sofia,Pedro e Joana

Ana Guida disse...

olha, o post do qual se fala aqui em cima é este, se quiseres espreitar: http://coconafralda.blogspot.com/2008/10/tabasco-um-parceiro-na-educao-infantil.html

ta hilariante :P

concordo contigo em termos da educaçao e da personalidade...realmente parece k o teu Di tem um feitiozinho vincado e queres saber?? axo k nao fizeste mal nenhum, se apanhava o meu a dizer essas coisas podes ter a certeza k faria o mesmo :)

bjs*

Noc@s disse...

Há coisas que nos custam, mas temos que as fazer pois na educação principalmente coerencia é coisa que temos que ter.
Jocas apimentadas ;-)

Patricia disse...

desejo-te boa sorte... lol

Mae Princesa disse...

Adorei!!!!Fizeste bem em concretizar a ameaça, senão cairias em descrédito! E se for preciso, repete!Beijocas!
Ah, e quanto ao anónimo....sem comentários!Beijos!

Anocas disse...

peço desculpa por discordar, mas esta da pimenta é horrivel!!! Afinal tu és da geração da minha avó???LOL
Além disso não me parece que vá surtir muito efeito a longo prazo. Mesmo que num futuro imediato ele deixe de dizer palavrões por medo das consequências, a longo prazo ele irá tornar a repeti-los.
Para mim era assim: uma vez que a "culpa" é dos Morangos com Açucar e dos avós,1º acabava com a série, afinal aquilo é uma serie muito mais adequada a adolescentes do que a crianças de tenra idade como são os teus. Muita da linguagem e teor das conversas não me parecem adequadas à sua idade (para além de que é na minha opinião uma série para debiloides, que desvirtua a escola e os pais bem como sua função educadora).
Em 2º lugar tinha uma "conversinha amigável" com os avós e alertava-os para o problema que estão a criar, fazendo uma criança acreditar que se "pode fazer mais engraçado" se disser palavrões e que os palavrões são uma coisa fixe, quando na realidade representam precisamente o contrário.
Para finalizar este já longo comentário: a minha TOTAL SOLIDARIEDADE com o meu pequeno e infeliz amiguinho "VÍTIMA das tuas maldades", LOL.
Querido Diogo, também EU levei pimenta na língua uma vez, e ainda hoje me lembro, LOL
Beijocas,

Susana disse...

Ola Filipa.

Apesar de me ter rido com a tua "peripécia" com o teu menino e com a pimenta, não deixo de dar alguma razão ao comentário da tua amiga Anocas. Talvez para já ele fique com medo e tenha percebido que nao deve continuar a dizer essas palavras feias, mas talvez precises mesmo de resolver o problema de raiz, principalmente cortando com os morangos com acúcar. Eu sei que os miudos adoram a série e será um grandes desgosto para o teu filho se o proibires de ver, mas na minha opinião aquela série nem para adolescentes se adequa, uma vez que nada tem de educativa, nem de ilustrativa do lado positivo da juventude.

Beijinhos,
Susana

Filipa disse...

Minha querida amiga Anocas,

Só posso dizer que infelizmente não sou da geração da tua avó, pois na geração dela, não havia meninos com 3 anos, armados em engracadinhos a dizer palavrões obscenos cada vez que são contrariados.

Era bom que em determinados aspectos ainda nos mantivessemos fieis às regras da boa educação do antigamente.

Agora parece que está na moda, quando mais obsceno melhor, é sinal de bom desenvolvimento, atenção e inteligencia!!!

E já estou como alguém já disse, ainda bem que há muitas mães que pensam assim, pois se assim não fosse, na boca dos nossos filhos eramos todas umas putas!!!

Só gostava de ver a tua cara, quando o Di te pedir a milesima moeda que te costuma cravar para o divertimento do shopping e ao teu não, te responda sem parar, para que todos oiçam: PUTA, PUTA, PUTA!!!

Se calhar aí já não serias tão solidária!!!

Beijocas amiga .... já não há mulheres como antigamente!! lol

Olha lá, tu achas que os mentecaptos dos meus sogros perceberiam esse pedido. Quanto mais pedisse, mais asneiras eles ensinariam!! São adeptos do quanto mais ordinário melhor!!!

Quanto aos morangos com acuçar, acho que tens muita razão. tenho de evitar que vejam, pois num tarda, estou a ouvir a Rita a dizer-me: Xemam, vai ver se eu estou online!!! lol

Jinhos