>

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Falei com o André

(Foto retirada)

Falei com o meu filho André. Já não está a viver com a avó, pois diz estar farto de a aturar. Enfim, deve ser só mais um corte, naquela relação amor-ódio que os une. Alugou um quarto lá perto e diz que está bem. Mudou o horário de trabalho estando agora ocupado durante o dia. Entretando recebeu um convite para regressar a jogar futebol num Clube da Divisão de Honra (seja lá isso o que for)!!


Pareceu-me bem. Congratulei-o pelo facto de estipular objectivos e se esforçar por os atingir. Ficou a promessa de num destes dias ir ter com ele, para pormos a conversa em dia. Fiquei contente por saber que está "bem", e por calcular que a esta altura, já deverá ter percebido que está por conta própria (pelo menos por uns tempos).


Enviei-lhe uma mensagem escrita para reforçar o meu apoio. Estupidamente fui ao hi5 dele ... e as fotos que lá encontrei deixaram-me apreensiva. O André parece gostar de acompanhar e de se identificar com pessoas, que por norma a sociedade intitula como à margem da sociedade!!


Fiquei triste. Parece que a esperança esmureceu. É tão esquisito não reconhecermos nos nossos filhos tudo o que lhes transmitimos!! Muitas vezes me pergunto se nos assiste como pais o direito de querer que eles sejam como os idealizámos ... acho que não, mas acho que nos assiste o direito de nos chocarmos quando eles não correspondem ao idealizado, e aos valores que lhes transmitimos.


Claro que veria as coisas de outra forma, se a problemática que tenho com o André fosse só e apenas uma questão de imagem. De facto, um dos problemas que tenho com ele, é que a imagem que ele constroi se consubstancia naquilo que ele de facto é .... e isso é que representa um problema!!


Enquanto via as novas fotos que colocou no seu Hi5, vinham-me à memória o lindo bébé que ele era, no desenvolvimento linguistico que cedo demonstrou, nas suas muitas traquinices, nas dificuldades inerentes à sua hiperactividade, nas longas horas de brincadeira e dialogo, e agora vê-lo assim, com um ar pesado pela vida, com as feições alteradas pelos excessos cometidos ... doi muito!!!


E duro ver um filho passar por dificuldades, é duro viver na incognita de saber como se alimenta, em que cama se deita, se tem frio, se precisa de algo, que o orgulho ou os erros do passado o coiba de pedir ... é duro termos um filho perdido do nosso ninho!!


E hoje e como sempre que faço um post que fale do André ... choro de dor, mas ao mesmo tempo há em mim um contentamento disfarçado, pela recepção deste sms:


Obrigado pelo apoio mãe, mtos beijinhos para ti. Também eu vou conseguir por-te orgulhosa de mim. AMO-TE!!


Este é talvez o meu maior sonho .... poder um dia descansar o coração por sabê-lo bem, por sabê-lo na estrada certa para ser feliz!!!


Filipa

14 comentários:

A mamã disse...

BOLAS FIQUEI DE LÁGRIMAS NOS OLHOS
um grande beijinho a ele ..e que alguem superior o ajude a encontrar o caminho certo...
mil bjinhos
paula

Liliana disse...

Oh amiga, nao gosto nada de te sentir assim triste, gosto da Filipa alegre e bem disposta,muitas vezes inibo-me de te perguntar se tens novas dele para nao te deixar assim...Se ele diz que esta bem, tenta acreditar apesar de ser dificil, e vamos acreditar que um dia vais sentir o teu coraçao de mae a descansar por te sentires orgulhosa dele como ele diz que quer que um dia te sintas.

Estou aqui sabes disso, Força linda

Beijinho

Elisabete disse...

Talvez já seja um sinal de amadurecimento do teu André.Creio que por vezes o teu filho deve pensar que realmente a vida é mais do k andar na noite, estar com amigos no café, passear.E xegar aos 18 anos parece que agora somos nós k mandamos mas é o oposto. Agora é k começa a realidade e fazermos acontecer a nossa vida.Acredito k o teu filhote vai virar um pa´gina e deixar para trás o menos bom.Acredito k ainda te vai deixar muito orgulhosa pelos seus feitos e objectivos realizados.É cada um de nós k tem o poder de fazer da vida o k keremos.E axo k a consciência de k assim não pode continuar tem de partir do André e ele ´próprio fazer algo para mudar e aos poucos, um passo de cada vez, com as responsabilidades que começa a entender, vai chegar a bom porto.
Beijocas amigas

Susana disse...

Olá Filipa

Esta é a primeira vez que comento um post sobre o teu filho André. Quando comecei a ler o teu blog, todos os posts que li sobre este assunto já eram antigos e por isso remeti-me sempre ao silêncio. Talvez nunca o tenha dito aqui, mas eu ainda nao sou mãe, e portanto, apesar de ter uma noção da dor que sentes com toda a situação do teu filho, não a consigo ter na pele de mãe.
Contudo, a tua história impressionou-me desde inicio e por mais que às vezes tente não encontrar semelhanças, ela é realmente muito semelhante à de uma pessoa da minha família. Não me refiro a ninguém da minha casa, mas apesar disso é de uma pessoa próxima, de quem gosto muito e temo muito pelo futuro.
Para terminar e porque este comentário já vai longo, desejo realmente que o andré tenha encontrado finalmente o seu caminho e que consiga mesmo encher-te de orgulho, tal como prometeu.

Beijinhos,
Susana

Elisa Albuquerque disse...

Olá querida, sabes mtas x fui marginalizada pelas minhas companhias e nunca sequer fiz nada de fora da lei ... apesar de todo o historico do André, da-lhe o beneficio da duvida ... e deixa o barco andar como tens feito... não o condenes pelas companhias ... as x é só mm uma revolta para chamar a atenção, eu com a idade dele vestia-me toda de preto, com teias de aranha desenhadas na cara, botas da tropa, tinha um ar super agressivo ... mas era só mesmo o ar!
Queria mm era que reparassem em mim e me sentir especial de alguma forma! Hoje em dia muitas coisas da minha adolescencia foram superadas, outras não... mas o que importa foi que mm sozinha, pq não tive a oportunidade de ter uma mãe como a "Filipa" foi de ter conseguido, e hoje aqui estou :) Com pouco, mas com honra e dignidade!
Beijinho especial

Pai Para Sempre disse...

Amiga Filipa,

É muito comovente o teu post e, sinceramente bem se percebe a dor misturada com o contentamento da esperança.

Torcemos todos os dias pelo André.

Um abraço

Ângela Vieira disse...

Olá minha querida!
Lamento MESMO que a relação que tens com o André não seja melhor...lamento que ele tenha feito escolhas na vida que não aprovas...que te deixam triste e apreensiva...
Espero nunca vir a sentir o mesmo...às vezes olho para o Tomás...a sorrir para mim e penso que SEr irá ele ser?!
Será que a educação, os valores que lhe vou incutir vão servir para alguma coisa?!
Tenho medo deste futuro,do futuro que o nosso país nos reserva...

Enfim! Força minha linda!

Desejo-vos um optimo fim-de-semana.
Beijinhos grandes
Ângela e Tomás, doentito :(

JB disse...

Olá querida Filipa,
Já há algum tempo que acompanho o teu cantinho, e gosto muito da maneira como escreves e te expressas, és verdadeira e real não poupas as palavras e sobretudo sabes usá-las!!
Acho que nunca comentei o teu blog não sei muito bem porquê., mas hoje decidi comentar porque ao ler este post não pude deixar de ficar emocionada e chorar um pouco contigo. Deve ser muito duro mesmo! mas tu és uma mulher cheia de força e de vida e sinto que toda esta fase com o teu filho irá passar e tal como ele te disse terás orgulho nele!

Faço muita força para que isso aconteça!!!
Beijinhos e miminhos

Mae Princesa disse...

Sem coment+arios amiga...Só quem passa por elas é que sabe, e eu espero nunca passar!força!

Patricia disse...

como já tive oportunidade de dizer várias vezes: eu tenho esperança :)

bjs

teresa disse...

Bom amiga! Nem preciso de dizer como te entendo, não é? Posso imaginar como te sentes s como te doi, o quanto deves pensar no teu filhote com ansias de o ver «bem» realmente! Acredito que deves mostrar ao André o quanto o Amas e que, sim ele te ouve e um dia te recompensará, nem que seja com o famoso «tu bem me dizias,mãe!»
Olha vi o «relatório» que fizeste chegar ao tal anónimo que te comentou e acho estupendo o modo como deste o troco, lol! Ainda bem que tens um tempinho para ensinares alguma coisita a essa pessoa...
Beijinhos, um grande para a Ritinha que se portou muito bem, e um óptimo fim de semana para todos vós!

Anónimo disse...

filipa se deus quizer o Andre com a idade e a experiençia da vida.vai compre-ender que os pais so querem o bem dele.ele e um jovem sensivel e ele um dia ou outro vai encontrar o caminho dele. beijinhos angelina

Rita disse...

siceramente acredito q o André ainda te vai dar muitos motivos de orgulho...
sabes, eu fui para muitos um caso perdido, dormi na rua, fiz muitas asneiras, mas percebi que isso não levava a nada e hoje sou feliz... continuo a errar como toda a gente, mas sei que estou no caminho certo... o André também vai descobrir o caminho dele... tem fé nele e muita força...

beijocas nossas

www.luanaedaniel.blogspot.com

Carla Silva e Cunha disse...

voltei para ver as novidades

sempre muito interessante.

gostei muito. felicidades


carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com