>

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Oh da Guarda!!!


Sinceramente já começo a ficar um pouco cansada e ouvir os Policias e seus dirigentes sindicais a vitimarem-se. Ah, porque coitadinhos trabalham 16 horas, ah! porque estão distanciados da família, ah! porque as casernas tem condições sub-humanas, ah! porque ganham em média 800,oo€ ..., ah! porque tem de recorrer a créditos para sobreviverem, ah! porque tem uma elevada taxa de suicidio, mas afinal de contas, a polícia é algum serviço obrigatório, que seja imposto pela força?

Se as condições que são dadas à nossa Polícia sempre foram deficientes, porque é que estes milhares de pessoas, optaram por seguir essa vida profissional? Não terá sido porque como funcionários públicos beneficiam de algumas regalias que o cidadão comum não tem? Não terá sido porque como não sabiam fazer mais nada, nem tinham vontade de aumentar as suas habilitações, e viram num curso com a duração de poucos meses, a forma mais fácil de atingir um ordenado superior aquele que possivelmente atingiriam com o 9º ou 12º ano, no mercado de trabalho não estatal?

Concordo que haja situações que tenham de ser revistas. Pessoalmente, não posso deixar de lamentar o facto da farda e afins, ser suportada por eles, e que sejam responsabilizados pelos danos que causem ao veículo que utilizaram numa perseguição policial, mas isto é diferente. Como também é diferente, o facto de se sentirem frustrados pelo facto de se esforçarem para capturarem os criminosos, e assistirem à forma leviana com que os nossos tribunais ordenam a sua libertação,!!!

Embora compreendendo a sua frustraçao, não posso concordar com o facto de terem aceite as condições que lhes foram inicialmente propostas, e agora venham posteriormente a queixarem-se da opção que livremente fizeram!!! Nem sempre aquilo que à partida parece fácil ... o é!!

Pois, porque o tempo em que ser polícia, era andar a vaguear calmamente pelas ruas, ou a passearem-se de pó-pó a ver as horas a passar ... já lá vai. Há uns anos Portugal ainda era um país de brandos costumes em que as nossas autoridades policiais ainda eram respeitadas.

Presentemente, essa segurança desapareceu, e ser Polícia é de facto uma profissaão de risco, e tão arriscado é andar na rua, como estar dentro da esquadra, a procurar as teclas do computador obsoleto do inicio dos anos 90!!! É que os criminosos são destemidos e descarados e até a esquadra assaltam!!!

Ganham mal (será?), ora aproveitem o facto de estarem longe da família, e das más condições da camarata, para rumarem à Universidade, estudarem alguma coisa .... para progredirem na carreira e assim atingirem a tão anseada estabilidade. Poderão ir para a Universidade Pública, pois também aqui, há uma percentagem de vagas reservada às Forças Armadas e Policiais, ou às Privadas, pois muitas dispõem de protocolos em que as isenções chegam a ascender aos 50%!!

Não se vitimizem, lutem ... se não pela instituição que representam, lutem por si, aproveitem os beneficios concedidos, arregassem as mangas e trabalhem. Para quem não está habituado custa um bocadinho ... mas compensa!!!

PS - Não é necessário lembrarem-me que nem todos os Políciais encaram a sua actividade como aqui descrevo ... mas os que vestem a camisola, são poucos e cada vez menos. É caso para dizer que nesta actividade a excepção confirma a regra!!

6 comentários:

Sofia, Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, infelizmente a victimização é frequente em quase todos os sectores de actividade profissional.
Tens um miminho no meu blog, postei-o a 18/09, espero que gostes!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

Liliana disse...

Mas ja reparaste que sao os funcionarios publicos quem mais se queixa?ora sao os ploicias, ora os professores, os medicos, os enfermeiros...bem sao todos aqueles que ganham bem e que tem regalias que para quem nao trabalha na funçao publica nao tem, olha eu se for ao medico tenho que pagar a consulta a 100% mas os "senhores Funcionarios Publicos" nao pois tem a ADSE ou a ADMG, que lhes comparticipa a consulta, a eles e a sua familia, ou seja neste pais andamos metade a trabalhar para a outra metade ter regalias, so beneficios e ainda se quiexam, ai que eu nao podia estar no governo, nao podia nem me deixavam(ate porque as coisas como estao da um jeitaço a muita gente)porque este pais iria sofrer uma volta de 180 graus...

Ângela Vieira disse...

Olá!
Pois...tens razão...só vai para lá quem quer...mas que isto anda mal em muitos sectores, lá isso anda...
Eu não consigo ser optimista neste portugal diário...o meu marido bem ralha comigo, mas não consigo!

Acho que deixares o cabelo do Di crescer é uma boa opção...não sei é se ele vai achar muita piáda :)

Adoro fazer as compras no continente...nesta terra malvada não há...vou ao Jumbo!
MAs sempre que vou a Coimbra ou Torres Novas faço lá as compras.
Agora online, não!
Já mexo pouco este rabo gordo imagina...

Beijinhos grandes
Ângela e Tomás

Sammy e Mama disse...

Oi!
Noa li o teu texto porque a Sammy acabou de acordar.
Era so para dizer que ja coloquei fotos no blog.
Sei que as querias ver.
Beijo e ate ja!

Anónimo disse...

filipa os funcionarios nunca estao contentes com a vida que tem.aqui na franca e igual.sao sempre os mesmos que manifestam.quando fazem greves nos tranportes algumas pessoas perdem dias e horas de trabalho por causa deles. bjs angelina

Patricia disse...

Eu tenho uma forma de ver a PSP muito depreciativa. Isto porque o meu pai é PSP. O que ele fazia:
- não apetecia trabalhar: BAIXA MÉDICA
- não apetecia fazer os testes para aumentar de escalão (mas apetecia aumentar o escalão e o ordenado): COPY PASTE
- Conduzia embriagado

É claro que há PSP's que trabalham e que dignificam a instituição. O ordenado que recebem não é mau para o tipo de trabalho que alguns fazem, mas aqueles que correm risco de vida (os que fazem patrulhas, rusgas...) devia haver um subsidio de risco, as fardas deviam ser dadas e o Estado já devia ter pensado em segurar ou os carros ou os condutores: os seguros existem por algum motivo. Em relação à frustração que eles sentem, infelizmente todo o país considera incompreensível como se pode soltar criminosos assim, sem mais nem menos... mas cada vez mais me convenço que a lei protege os mais fortes e os criminosos.

desculpa a extensão do post e mts bjs