>

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Condenado ao pagamento de 120,00? Só neste país!

Ouvi á pouco nas notícias da TVI que um pai de uma adolescente de 16 anos, foi condenado por um tribunal de Braga, ao pagamento de uma indemnização de 120,00€ à filha, por lhe ter dado uma bofetada em público. Ao que indica, a jovem tinha ido passar férias com a mãe, e tinha ficado de regressar a casa do pai, não o tendo feito. O pai tentou que a filha o acompanhasse. Como ela resistiu, o pai deu-lhe uma bofetada. Por esse facto, respondeu e foi condenado em tribunal, pelo crime de ofensa à integridade fisica!!! O Juiz entendeu que, recorrer ao castigo fisico não é forma de se educar uma menor!!!

Fogo ... ainda bem que o meu filho, não sabia que seria fácil obter desta forma uma indemnização ..... é que se assim fosse .... eu para além de muitas duvidas, estaria com muitas dividas!! (lol)

Acho realmente que não se deve recorrer por sistema ao castigo fisico ... mas convenhamos, uma palmada nunca fez mal a ninguém!!! daqui a nada são os pais que se queixam de levarem dos filhos (pelo menos avós ..... já há)!!!!

3 comentários:

Anocas disse...

É o país que temos!!
mandei-te um e-mail sobre o assunto.
Beijocas

Ângela e Tomás disse...

Olá :)
Antes de mais quero agradecer as tuas palavras e preocupação demonstrada.
Obrigado!

Ai nem me fales em creches e compª lda...o Tomás vai pagar 250€ por mês, mas eu só posso procurar emprego em Setembro entretanto ele fica comigo mas eu tenho de pagar na mesma...

Beijinhos babados e votos de um excelente fim-de-semana.

Dri disse...

Pois é... infelizmente é a realidade... pelo andar da carruagem, não sei onde vamos parar. Dantes os filhos tinham respeito pelos pais, hoje em dia o que vemos é para além da falta de educação, um desrespeito sem medidas... pomos os filhos no mundo, criámos, e tentámos dar e fazer o melhor que conseguimos a esses serezinhos que tanto amamos, mas que um dia crescem e viram-se contra nós como se, ao invés de pais, fôssemos inimigos...e ainda há um sistema legal a defendê-los... deviam de responsabilizá-los pelos seus actos também, ao invés de usar de tanta psicologia deviam de educar, mesmo que fosse à moda antiga.