>

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Mais um Episódio ... dele!!!

Lembram-se deste post? Pois bem .... a situação teve desenvolvimentos. Como sabem, à uns dias chateei-me novamente com a minha mãe, devido aos seus constantes abusos. Como eu e o meu marido tinhamos andado a pintar, limpar e a fazer pequenas obras na casa dela, tinhamos lá todas as nossas ferramentas. Como estamos de férias e com pouco dinheiro para devaneios, temo-nos entretido em pequenos passeios e a fazer alguns melhoramentos cá em casa, pelo que precisavamos da caixa de ferramentas que deixaramos na casa da minha mâe. Vai daí, o meu marido (sim porque eu "amarro o burro" e nem para ela quero olhar quanto mais ouvir e falar)foi lá a casa da minha mãe, buscar as ferramentas e depara-se com mais uma exposição, cujo tema é o André.

Ora a 24/08, constataramos que o André tinha roubado as chaves da antiga casa da minha mãe e por lá andou a pernoitar sem qualquer autorização. Acabámos por lhe retirar as chaves, e sou sincera, viemos embora, satisfeitas com o facto de termos deixado fechados em casa, algumas coisas dele e da namorada.

No caminho de regresso a casa, e nos dias subsequentes, recebi inumeros sms dele, mostrando preocupação em ter acesso aos seus bens e pertences, e nunca dei resposta a essa sua necessidade, como forma de o castigar pelo seu atrevimento. Pensei cá para mim ... é bem feito ... para não seres atrevido!!! Pronto é um sentimento mesquinho, eu sei, mas senti-me "satisfeita" por o ver contrariado.

Ele nesse dia veio para casa, e no dia seguinte saiu, pois não havia condições para permanecer mais aqui em casa, sem querer trabalhar, e sempre pronto para arranjar chatices e problemas. Nós temos obrigação de ajudar os filhos quando eles querem ser ajudados ... o que não é o caso. Por isso, temos sim a obrigação de educar e sustentar os nossos filhos mais novos, já que ele está bem grandinho para se fazer á vida. Não quis estudar, deveria ter ido trabalhar, como não quer trabalhar, quanto a mim só tem uma solução, ou explorar quem consinta ser explorado, ou ir roubar! aqui em casa a explorar quem tanto trabalha ... é que não!!!

Como entretanto cortei relações com a minha mãe, e ele quando eu não estou por perto, faz da minha mãe o que quer, calculei que ela tivesse ido até lá a casa, para lhe dar o que ele lá deixara, pois ele nunca mais me enviou qualquer sms, a pedir o que quer que fosse.

Hoje, mediante a exposição que a minha mãe fez ao meu marido pude constar que:

- Afinal o André tinha várias cópias das chaves que nos tinha entregue e que os sucessivos sms que me enviara era para nos convencer que estava muito aborrecido e ansioso por aceder às coisas. No fundo pretendia convencer-nos que não haveria possibilidade alguma de voltar a aceder à casa. (já à tanto tempo que o conhecemos e ele consegue sempre surpreendernos, o pior é que o faz sempre pela negativa. Não seria mais proveitoso aproveitar a sua esperteza e audácia para se fazer à vidinha de uma forma honesta e seria? Eu acho que sim!!!

- A minha mãe nesse dia, tinha pedido à vizinhança, para lhe comunicarem se dessem conta de movimentos estranhos, pois receou que ele fosse capaz de arrombar a porta para aceder às coisas. Contudo, ela (e também eu) estava longe do que efectivamente se estava/ia passar.

- No dia seguinte a vizinhança contacta a minha mãe, informamndo-a que o André estava de novo lá em casa, e que não estava sozinho, pois a algazarra era mais que muita, e os movimentos de subida e descida das escadas uma constante.

- Vai daí, a minha mãe desloca-se lá na companhia de um casal amigo dela, dá um valente sermão ao André, retira-lhe as chaves, mas aproveita para lhe pedir que a ajudasse a levar alguma roupa que ainda lá estava, para o carro do casal, pois eles fariam o favor de lhe dar boleia, e trariam a roupa para a actual morada. O André assim acedeu, e andou escada acima escada abaixo a carregar com as roupas.

- Findo o trabalho, a minha mãe paga-lhe 10,00€ pela ajuda (esta é das tais coisas que eu não consigo entender, a começar por lhe ter pedido ajuda, bem como, pagar-lhe o que quer que seja, depois do que ele tem andando a fazer) e a senhora amiga, dá-lhe mais 5,00€.

- No dia seguinte, quando já nenhum outro acontecimento era aguardado ... o telefone toca ... era mais uma vez a vizinhança ... a comunicar que afinal o André, continuava na antiga casa da avó!!!! A minha mãe não queria acreditar, pelo que faz novamente 35 km afim de confirmar a situação.

- Pois, era um facto, estava lá o André, a namorada e mais um casal descontraidos em amena cavaqueira. A minha mãe passou-se, descompô-lo, e "exigiu" que ele lhe desse todas as cópias que tinha das chaves, e eram nada mais, nada menos do que .... 3 (pelo menos à vista)!!!

- O André após uma acessa discussão, e já a titulo de despedida, ainda teve o descaramento de responder à avó "- olha vê lá, é melhor ires mas é mudar a fechadura, não vá eu logo à noite voltar"!!! (sem comentários, antes que eu ainda lhe vá partir as fuças (desculpem a expressão))!!!

- A avó não se deixou intimidar, e foi mesmo solicitar a mudança da fechadura, e eis que quando lhe pedem 45,00€, ela se dirige ao multibanco, e se depara com um levantamento de 300,00 no dia anterior. Passou-se, sentiu-se indisposta, e sem saber no momento, justificar a falta do dinheiro.

- No dia seguinte tornou-se claro, ao ter verificado que o dinheiro foi levantado num multibanco perto da antiga casa dela, ou seja, enquanto o André subira e descera para levar as roupas, fez uma pausazinha no multibanco mais próximo, e afinfou-se aos 300,00€. Porquê só 300 e não 400,00€? é algo que (pelo menos para já, não sei responder).

- Assim, mais uma vez, temos uma avó muito indignada com o netinho, e o netinho a ser visto por familiares em esplanadas aparentando estar feliz da vida. Onde dormirá agora é uma incógnita, provavelmente voltou à garagem do hipermercado.

Resumindo, eu estou farta desta gente toda, que teima em querer endoidecer-me, e o pior é que já estiveram mais longe. Amanhã irei estar com o André, pois fiquei de lhe levar as roupas (embora sem vontade nenhuma, pois só me dá vontade de lhe dizer que os 300,00€ já davam para comprar uma pecinhas). Farei um esforço para não me passar, e espero a partir de agora, manter-me longe destes "baralhos" todos, pois estou farta destas confusões. Não posso, nem quero, estar a ver-me envolvida nesta forma tão estranha de vida. Vou aproveitar, que tenho a partir da próxima semana os meus filhos na escolinha, para pensar um pouco mais em mim, tentando a todo o custo desconectar-me de pessoas que me perturbam, me destabilizam e fazem com que me esqueça que eu também existo, e não só para resolver problemas.

Paralelamente a esta situação, o carro dos meus sogros apareceu completamente riscado (mas completamente mesmo), ao ponto de ser evidente que quem o fez, fê-lo por maldade, pois não há nenhuma zona que escape a malvadez do feito. Não sabemos quem foi, mas para nós o mais provável é que tenha sido o André, já que é ele que afirma ... que quem lhe faz mal (sim porque para ele somos todos uns maus), não se pode esquecer que tem um carro à porta. Outra possibilidade é que tenha sido alguém a quem ele deve dinheiro, e não paga, a "vingar-se" no carro dos avós!!! Os avós estão possessos e nós envergonhados. Todos suspeitam dele, mas ninguém se atreve a alvitrar a hipotese com medo de ferir susceptibilidades!!!

Mas que tristes cenas estas ... e eu a assistir, e a ter que me debater com estes acontecimentos que já extravassam as novelas mexicanas, e mais parecem saídas de um documentário sobre a vivência num bairro de barracas (sem ofensa) Socorro!!!!

17 comentários:

Dri disse...

cunhada... sinceramente, não há palavras. acho que o André põe qualquer um doido. infelizmente tem aquele velho ditado, "quem sai aos seus... "... és etu aí e eu aqui a sofrer feito uma mártir... vai - me custar imenso ir embora. mas vou fazê-lo enquanto ainda tenho sanidade mental para sonhar com algo melhor. força... beijo

Anónimo disse...

Tu tens mesmo de ser uma grande mulher, para aguentares tudo isto!!!

Muita força e muito carinho.

Pimpolha

Sammy e Mama disse...

Fog Filipa,tou pasma!
Nem acredito no que li!

Olha,eu muito sinceramente ja me tinha passado!Mas a serio...
Nao sei onde vais buscar toda essa paciencia!
O Andre ,precisa de una grandes "puxoes de orelhas".SDei que nao e assim que se resolve as coisas mas....merece!

E que ainda tem a lata de vos gozar.Depois de tudo aquilo que vcs fazem por ele!

E tu....sendo a Mae dele,nem consigo imaginar como te sentes interiormente.Sim,porque ate podes desabafar um pouco aqui mas..e o que fica ai dentro?:(

Ai,minha querida...que cruz!!!:( :(

Beijinhos e um abraco bem forte.

Lisa disse...

isso ja é caso de policia , porra , esse miudo ja ultrapassou todos e quaisquer limites! que inferno!
e a tua mãe deixa o codigo do mb perto do cartao????
oh valha-me deus!
o André é mm um deliquente ... o melhor seria mesmo mudares de nr e de casa e perderes o contacto com ele ... só assim n ficas louca!
bjinhos amiga

Ana Guida disse...

olha filipa, so me ocorre dizer: tens mesmo de te desligar senao essa gente toda ainda vai dar contigo em doida!! enfim, acho k tu nao merecias isto :(

bjs*

Igraine disse...

Nem sei que lhe diga... Acho que a posição que quer adoptar é a melhor, e a sua cunhada tem razão, afastar-se para manter a sanidade mental... O pior é como mãe conseguir fazer isso :(

Um abraço com toda a força do mundo*

Rute Santos disse...

Realmente...perante tudo isto o melhor que podes fazer para ti e para o bem estar mental da tua familia, é afastares-te de toda essa confusão em que o andré teima em colocar-te.
Não conheço ele mas pelo que li e tenho lido, é realmente alguém que nao se preocupa minimamente com a familia e só se preocupa com o seu umbigo!
Afasta-te dele...pensa unica e exclusivamente nos teus dois filhotes lindos que precisam de ti e que ainda lhes podes ensinar a serem pessoas com carater!

Boa sorte e mil bjcas....

Liliana disse...

Bem amiga sem palavras...infelizmente

Beijinhos e cuida de ti querida

pedradababy disse...

Filipa, que situação. Realmente o André precisa de tratamento, de ajuda. Não são voçês pais que estão errados e bem se sabe que têm feito de um tudo para conseguir ajuda-lo. Desde dár a mão até um chuto no traseiro (dado na altura certa) voçês fizeram o que é humanamente possivel. O pior é que de uma forma ou de outra, as coisas hão-de ir sempre parar à tua porta. É uma pena que tenha que ser assim. Já pesquisaste mais sobre a doença "psicopatia/sociopatia"? Que fazem os médicos perante um diagnóstico destes? como procede o médico e como deve proceder a família?
Porque não tens tu uma consulta com um bom especialista na matéria para que te oriente no que podes fazer para te protejer a ti, aos teus filhos e marido e quem sabe... ao proprio André?
Bem, desculpa meter o nariz (mais uma vez!)
Olha, parabéns pela entrada da tua princesa Rita na escola. Agora é a sério e, se por um lado é um pouco complicado, por outro é bom demais ver os nossos filhotes a florescer desta maneira. Boa sorte também com o Di.
Beijo muitooooooooooooooo grande

A mamã disse...

Ai Filipa que situação querida ...eu nem sei que te diga ..é que nem conselhos há pra te dar ..tu estás mais que certa ...vai desabafando e nós vamos-te ouvindo linda :-(
que tristeza esse menino tinha tudo pra ser feliz e não quer
bjs

gabriela disse...

Não sei que lhe dizer, não me consigo imaginar no seu papel de mãe uma coisa eu sei é uma mãe coragem, força para essa dura batalha, beijinho

Mamã da Rafinha disse...

:(

Que situação amiga...

Bom FDS!

Beijinhos carinhosos

susana disse...

Bem Filipa...
Quando realmente pensamos que já é impossivel ele inventar mais surpresas desagradáveis, ele apresenta-vos novas.
Não há palavras!! Se fosse comigo já estava à beira da locura, sem a mínima dúvida.

Coragem!! é a única coisa que me vem à cabeça para te dizer.

Um beijinho,
Susana

mamã da princesa disse...

Oh! minha amiga!
Acredita que não te queria estar na pele!!
Esse teu filho é mesmo doido de todo e o pior é que quem sofre és mesmo tu porque ele não está nem aí!

Foge dele enquanto é tempo.
Desculpa dizer isto, mas a convivência dos pequenos com ele não deve ser salutar para eles.
Começo mesmo a acreditar que o A. é um caso perdido! (desculpa)

E vê lá se a força de vontade para a dieta vem de vez... vá lá força... tu mereces ser feliz e sentir-te bem contigo mesma.
Vamos... força... eu faço dieta aqui deste lado e tu aí desse... boa!!!

Beijinhos e bom fim de semana.

Susana Pina disse...

Eu não sei como é que tu ainda estás bem da tua cabeça...eu certamente estaria internada num hospicio qualquer.
Acho que deves mesmo fazer esse esforço de pensares em ti e nos teus pequenotes, porque o André seguiu o seu caminho, deste-lhe a mão várias vezes, e ele não quer aproveitar.
Desejo-te um resto de férias mais tranquilo.
Um bj grande
Susana

Ângela Vieira disse...

Olá!
Nós estamos de volta depois de umas merecidas férias.

Vejo que por aqui as confusões continuam...mas o André saiu-me cá um espertalhão...que coisa.

Força minha amiga.

Beijocas para vocês.
Ângela e Tomás

teresa disse...

Li o teu post, claro...só que nem sei o que te dizer...
olha, um beijinho para voçês e boa sorte para a escolinha dos mais pequeninos