>

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

De Coração Apertado


Mas porque é que ser mãe é tão dificil??? Hoje deixei os meus filhotes na escola. Com a Rita não tenho preocupações. Lá ficou com as coleguinhas que já conhece. Encontrei a Professora dela à hora de almoço que me confidenciou que ela estava bem, mas que não tinha comido quase nada (já contava com isso).

Quanto ao Di foi mais complicado. Começou logo pelas 05:00, quando gritou a belos pulmões, a sonhar "Oh mãe não me deixes aqui!!!". Levantei-me, fui lá, aconcheguei-o e ele lá me soube dizer que estava a sonhar.

Quando chegámos à escola, começou a dizer-nos que tinha MEDO, que não queria ir, tentando que não conseguissemos soltá-lo da cadeira (repetição de ontem).

Assim que o tirámos do carrinha, percebemos que havia crianças a chorar. Os pais na grande maioria estão com uma expressão pesada e tensa. Vêem-se mães a correr de pavilhão em pavilhão, pois como tem mais de uma criança, tentam dividir-se o melhor que conseguem.

A confusão é mais que muita, motivada pelo facto dos miudos estarem deslocados numa localidade vizinha o que obrigou a camara a fazer o transporte de 200 crianças distribuidas por diversos autocarros com diversas rotas.

E digo-vos, que se isto é complicado para nós pais, para as crianças não é menos. Foi triste verificar que muitos pais (porque as obrigações profissionais assim o abrigam, naturalmente) colocaram as crianças no autocarro no local de recolha, sendo os miudos obrigados a viajar com quem ainda não conhecem, chegando desamparados e baralhados á entrada de uma escola em que não conhecem os cantos à escola, uns de olhar triste, outros meio lunáticos, completamente "perdidos" a serem encaminhados pelas auxiliares para dentro do recinto escolar. Esta é sem dúvida uma altura dificil ... para todos (pais, alunos, docentes e auxiliares).

Enquanto eu fui deixar a Rita á sala de aula, o pai foi com o Di para a salinha, afim de o convencer a brincar com os coleguinhas. O Di muito a custo lá começou a brincar, pelo que o pai começa a tentar convencê-lo para vestir o bibe. O Di lá acedeu, pelo que o pai lhe diz que vinha cá fora ao cabide buscá-lo. O Di consentiu, mas a Educadora, assim que viu que o Di estava distraído, já não deixou o pai entrar. Ficámos com o coração apertado, e sem saber se esta forma de separação, fora a mais correcta. Ficámos com a sensação que assim, ele se sentira enganado, o que quanto a nós não é positivo. Sei que temos de tentar desvalorizar a situação, que é normal, que todos acabam por se habituar, mas a verdade é que o nosso coração fica do tamanho de uma ervilhinha!!!

Às 12:00h andava eu às compras, toca o telemóvel. Era a Educadora do Di a pedir que o fossemos buscar, porque a manhã tinha sido de aguaceiros, lol!!. "Voámos" até lá, imaginando que o iríamos encontrar a soluçar, de olhos inchados, e pronto para dormir, por forma a afogar as mágoas, mas não!!! veio pela mão da Educadora, falando normalmente com ela, e pronto para nos dar um grande abraço. Está bem disposto, calmo, e relata com serenidade a manhã passada na escola.

A Educadora diz ter sido uma manhã dificil, e como estou em casa, não vale a pena estar a forçá-lo, mas que também não se deve facilitar. Amanhã vai outra vez, até porque faz 4 anos e vai fazer a festinha com os novos amiguinhos, vindo para casa de tarde.

Entretanto, recebi uma boa notícia .... fico a pagar de alimentação e prolongamento dos dois .... menos de 29,00€!!!! Yes!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Beijinhos para todas, e espero sinceramente que o ingresso na escolinha dos Vossso meninos esteja a correr bem, para que os Vossos corações de mães/avós esteja tranquilo.

Filipa


4 comentários:

Lisa disse...

bem fixe eheheheh
Eu penso em fazer como tu ... em ficar um tempo em casa com o bebé e só qd for mm necessário deixar num infantario ou ama ...
Belo preço :D
Assim vale a pena eheheh

bjinhosss

Kelly disse...

a adaptação da Kika correu muito bem como seria de esperar mas haviam por lá muitos aguaceiros também...lol

mamã da princesa disse...

Ai amiga sei como te sentes...
O 1º ano de colégio é terrível.
A separação doí... a eles e anós!

A minha M. hoje ficou outra vez a chorar... custa tanto deixá-la assim... e já é o 2º ano naquela sala e com as mesmas pessoas... foi as férias!

Ele há-de adaptarr-se rápido, espero eu... é bom para todos.
Vai com calma.

Beijinhos

Sandra e Dinis disse...

Espero que ele se adpate rapidamente, vais ver que não tarda nada ele nem vai querer vir embora...

O pior é mesmo o transporte...

Bjs