>

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Dele

Sábado:

Aguardava a chegada do André a casa até às 21:00 (já que se tinha comprometido a chegar antes do pai).

A meio da tarde telefona-me, a dizer que o sogro (se calhar já casou e eu não sei) lhe tinha arranjado um trabalho para aquela noite, a ajudar não sei quem a fazer não sei o quê (como eu dou estas estórias como mentira, a mais das vezes nem dou atenção aos pormenores), que ganharia 50 euros ..... e eu, já sei paciência, disse-lhe para tratar desse assunto com o pai.

Telefonou para o pai contou-lhe a mesma estória ... tendo o pai consentido, pois estava a atender o telefone no local de trabalho, onde não há hipóteses para colocar grandes questões.

Ora seria então normal que o André tivesse aparecido no decorrer do dia de ontem, já que o trabalho era para a noite de sabado para domingo (ainda estou para saber que particularidade terá este trabalho para decorrer durante a noite), não era?

Não. A verdade é que o André não apareceu ontem, nem disse nada, e até a hora que escrevo esta mensagem nada ocorreu. Está assim fora de casa desde 5ª feira de manhã, por certo convencido que está no seu pleno direito .... de gozar férias!!!!

Ontem ... o pai começou a tomar a fluoxetina ... a que ele graciosamente chama de ..... amaciador de sapos (que é para os sapos que ele tem de engolir, sejam mais facilmente digeridos) !!!lol

2 comentários:

A mamã disse...

E TU RIS-TE??????
LOLOLLLLLLL Coitado do homem ..engole cada um mesmo ..
Ai Filipa :-(

Pai Para Sempre disse...

Querida Filipa,

Também eu ando a precisar de um "amaciador de sapos" :) Passei-me com a expressão, está o máximo :):)
Espero que tudo corra bem com o vosso André.

Um abraço
Sérgio