>

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Assim andamos

Antes de ontem, chegou a casa às 00:10, pois a seguir à praia, foram jantar a casa da mãe de uma amiga na Costa de Caparica.

Ontem, entrou e saiu, saiu e entrou vezes sem conta. Jogou Playstation, mas procurar trabalho ... nada!! Para não estar toda a tarde a passear-se ou agarrado aos jogos pedi-lhe que me fosse aspirar a carrinha. Assim fez ... e bem. Às pressas mudou de roupa, pois já tinha uma bonita menina de carrinho à espera ... iam tomar café. Regressou a casa, e alegando que a irmã já o estava a chatear voltou a sair. Chegámos à hora de jantar e ele não estava. Manda-me SMS dizendo que estava de novo no café onde ia ver o Sporting (e eu com o comer na mesa). Fiquei sozinha com os miúdos já que o G também ficara num outro café a ver o jogo.

Findo o jogo o G chega a casa. O André às 23:20 manda SMS dizendo que vai jogar à Sueca. Passei-me e mandei-lhe um SMS perguntando-lhe se estava com vontade de arranjar chatices.

Passados 20 minutos estava em casa. Foi convocado para uma reunião familiar onde quem acabou por falar foi exclusivamente o G.

O G perguntou-lhe se sabia à quanto tempo cá estava em casa, com que objectivo veio, o que tinha feito para concretizar esse objectivo, e uma vez que as respostas foram vagas, deu origem a discurso. Foi mais uma vez alertado que aqui é uma casa de família onde tudo o que temos advem do nosso trabalho, pelo que se quer continuar a viver de expedientes, terá de ser suficientemente esperto para que o dinheiro do primeiro expediente seja canalizado para o pagamento de um quarto.

Relembrámo-lo que veio para cá, uma vez que a viver na rua não tinha condições para procurar trabalho, pelo que não faz sentido agora que tem casa, cabelo cortado, roupa e calçado, continuar sem procurar. Se quer continuar assim, tem ao menos de ser sincero e assumi-lo. Assumir essa sua condição e acartar com as consequências que daí advenham, sejam elas boas ou más.

Abordámos a sua recusa em trabalhar no Macdonald´s, ao que ele reiteira a sua indisponibilidade porque ganham SOMENTE 300,00€. Claro que o pai, lhe teve de lembrar que 300,00 já lhe davam para pagar um quarto, o passe, e comer comia lá, uma vida miserável é certo, mas ao menos não estava na dependência dos pais. Afinal de que serviu a liberdade reclamada desde os 14 anos? Não tem ele vergonha das pessoas terem pena dele? Não tem ele vergonha de se achar o super homem e depois ir dormir na garagem de um Hipermercado?

O André ouviu e confrontado com a pergunta: afinal o que queres fazer da tua vida: respondeu que queria mudar de vida. Queria ficar e iria investir na procura de trabalho.

Isto foi ontem ....

Hoje, acordou às 10:45, já saiu 3 ou 4 vezes, e vem-me com esta: Mãe, bora lá para a praia, está um tempo bué fixe!!!!

Eu vou tentando controlar a ira ... mas não é fácil!!!!

Mais uma vez fica a certeza, que o dialogo de ontem para nada serviu, à excepção de nos desgastar, já que nos limitamos a falar para o boneco.

Hoje confrontada com os inumeros pedidos para irmos à praia, perguntei-lhe se se lembrava da conversa de ontem, diz-me: lembro, lembro mas é melhor não falarmos disso!!!!, - e assim continua esparralhado no sofá, de "trombas" porque eu estou cota e sempre enfiada em casa (palavras suas) !!!

Se bem me conheço, num tarda esta-me a dar um ataquinho e ele vai para a rua ... ai vai, vai!!!!

14 comentários:

A mamã disse...

Eu admiro Filipa a tua paciencia ...Claro que mãe é mãe e tem paciência de santa e blá blá blá faz tudo pelos filhos e etc mas admiro-te...
Eu acho que não conseguia
Mil beijos
Paula

angelina disse...

Filipa um beijinho
angelina

As Minhas Pinxesas disse...

Então estiveram aqui pertinho de mim, malandrecaaaaaaa.
Quanto ao resto só te posso desejar muita força e paciência, que calvário o teu.

Beijokas grandes

susana disse...

olá Filipa!!

Cá estou eu de novo a comentar um post teu, ao fim de tanto tempo de ausência.
Não tenho estado ausente do teu blog, apenas dos comentários. É que o tempo cada vez rende menos. Para teres uma noção, muitas das vezes leio os teus post maiores de forma repartida ao longo do dia.

Á parte disso, e visto que hoje finalmente tive um bocadinho para comentar, queria apenas dizer-te que folgo em saber que todos estão bem e que o André pelo menos está em tua casa e debaixo do teu olho. Realmente é lamentável que ele não vá aproveitando as oportunidades que a familia repetidamente lhe vai dando. Parece que esta será mais uma desperdiçada por ele, mas mesmo assim, acredito que um dia, ele perceberá que não conseguerirá viver toda a vida desta forma. No fundo, penso que ele precisa de um abanão, precisa que algo lhe mostre o quanto ele está a desperdiçar a sua vida. Resta saber, é o que o poderá fazer mudar....

Espero sinceramente que as coisas melhorem com ele. Não percas a esperança, apesar de ser quase impossível não perder a paciência num caso destes :(

Um grande beijinho,
Susana

Pipoca disse...

Olá Filipa,

É uma pena que o André continue a desperdiçar as oportunidades que vocês lhe dão.
Imagino o quão desgastante será esta situação para vocês...mas calculo que tenhas uma boa dose de paciência (e amor de mãe!!) para ir tentando mostrar-lhe que a vida não é tão fácil como ele acha.

Boa sorte.
Um beijinho aqui da V.Pinheiro :))

Filipa

mamã da princesa disse...

Não sei que diga...
Só acho que ele não aprende mesmo!

Beijinhos.

Mamã e Tesourinhos disse...

Estou a ver que não está fácil, não!!!

Fica bem.
Bjs.

Sammy e Mama disse...

Xica,que isto a "anonimos" e "anonimos"....
Quem nao gosta do que le,simplesmente feche a pagina!
Andam por ai pessoas mesmo masoquistas!!!Com tanta pagina na net tem logo que vir encalhar na que nao gostam!!!
Agora ser-se mal-educado e deixar palavras improprias e que nao!
Eu preferia "aturar" umas 50x o Andre do que ter que lidar com alguns "anonimos" que por "ai" andam! Enfim....

Desculpa la Filipa,o blog e teu mas, estas cenas moem ca dentro.

Em relacao ao teu filhote,sinceramente,acho que ele ta-se nas "tintas" para o que voces dizem! POis ele sabe que o "amanha" e como ele quer.
Faz o que quer e mais nada!
OU seja "entra-lhe a 100 e sai-lhe a 500".

Na minha opniao,sabes o que devias fazer?
Seres tu mesma a procurar empregos.
Assim que encontrares algo,agarras nele e ...bora la fazer a inscricao! Quer ele queira,quer nao!
E como vcs querem e mais nada!
Quer dinheiro?TRabalhe!
Quer ter um tecto?Trabalhe!
Vicios?Trabalhe!
E por ai fora!

Se ele recusar um emprego,ganha uma dormida "na rua".
Ou seja..castiga-o!Mas a SERIO!
Ou assim ou de uma outra maneira.
O que tens que lhe mostar MESMO e que quem manda ai em casa es tu e o pai!

Chega de conversas,chega de discursos.
Voces NAO MERECEM isto!
Tao a ser mais que bons para ele!
Sei que sao os pais dele mas....ele ja nao e nenhuma criancinha!

Beijinhos,um abraco muito forte e...boa sorte! :)

Filipa disse...

Amiga,

Ele nunca teve grande dificuldade em arranjar trabalho. O problema dele é mantê-los. Já lhe arranjei dezenas de trabalhos e ele trabalha dois ou três dias e vêm-se embora. Inventa situações para ter de se ausentar do trabalho, inventa empresas falidas que não pagam, enfim ... é um azarado, sempre que entra em qualquer lado a empresa começa com situações complicadas e tem de despedir pessoal, e claro que a vitima é sempre ele. Por esse facto, porque afinal ando sempre a pedir trabalho e ele deixa-me sempre ficar mal, é que já não invisto nisso. Cabe-lhe a ele procurar ... e manter, especialmente manter um local de trabalho, e aí é que reside a dificuldade!!!

Beijocas e Obrigado pelas tuas palavras. Quanto ao anónimo, só me fez lembrar que realmente para se nascer é preciso ter sorte ... e uma mãe que fala e se predispõe a agir daquela forma, pensando que tudo se resolve à pancada ..., dá que pensar.

Jocas

Sammy e Mama disse...

POis linda,compreendo.:(
E tambem e muito facil falar para quem esta de fora.

Mas olha,eu sei que ele ja te deixou muitas vezes mal mas,da-lhe uma ultima oportunidade.
Vai fazendo pesquisas na net de empregos em fabricas,por exemplo. Uma vez que ele gosta de convivio...ate podia ser que se desse bem.

Mas tambem te digo,para mim,o que lhe fazia mesmo bem,era sair de POrtugal.
Ir trabalhar fora,sozinho...sem amigos ou conhecidos.

Ate abria as portas da minha casa a ele mas para isso,teria que falar primeiro com o Graham.
Podia ser que encontrasse algo que gostasse. Fizesse novos amigos...sei la!
No minimo,que se tornasse um pouco responsavel!
O que eu sei e que,nao gosto de te ver assim.
Beijinhos linda.

Anónimo disse...

Olá boa tarde...

Há um ditado antigo que diz " não cuspas para céu que te pode cair em cima" ou coisa assim parecida... como tal só desejo que o seu filho André abra os olhos a tempo de ver os bons pais que tem e que aproveite as oportunidades que lhe estão a ser dadas...

Tenho dois filhos pequenos... não sei o que me espera...

Beijocas de

Maria & Companhia

Anónimo disse...

Não desistas do teu filho..imagino ke será complicado mas é preciso deixa-lo crescer, o tempo é milagroso na maioria dos casos dificeis de jovens

gabriela disse...

Olá Filipa.
Não sei o que dizer já foi tudo dito.
Beijinhos

Noc@s disse...

Como sempre, acho que qq coisa q diga será só por dizer... Pois é-me impossível colocar-me na Vossa posição... Realmente admiro-vos muito mesmo, pois ao ler os teus posts eu acho que só disso já me tinha dado uma travadinha. Mas tb sei que és Mãe, o G. é Pai, mas haja paciência.
Isso não está nada fácil...
Jocas grandes e se precisares de "bater" em alguém, já sabes estou mm ali ao lado.