>

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Ele já foi ... para França

Sinceramente estou sem cabeça para escrever, mas sinto-me na obrigação de vos dar a conhecer que de facto, o André foi para França.


Na 3ª feira á noite desliguei o telefone, para que não fosse acordada de madrugada com mais uns SMS do André.
Ontem a meio da manhã o telefone cá de casa tocou. Era a minha mãe dizendo-me que tinha recebido a box da TV Cabo e que o técnico não lhe tinha explicado como funcionava e blá, blá, blá. tentei explicar-lhe pelo telefone, como fazer, mas ela estava muito baralhada.

Ok, decidi percorrer 60 km e ir lá, dar-lhe as instruções básicas para conseguir funcionar com o equipamento.


Ao sair de casa ligo o telemóvel e recebo 2 mensagens do André, enviadas na véspera, pouco depois de eu ter desligado o telemóvel. Dizia-me que ia para França, e pedia-me para me ir despedir dele. Telefonei-lhe dizendo que estava prestes a pôr-me a caminho para ir a casa da avó, e que então, me encontria com ele. Ele confirmou que ainda havia tempo, pelo que sempre consegui fazer a viagem com alguma tranquilidade. Abençoada hora em que liguei o telemóvel.


Não me perdoaria ter acesso à mensagem após a sua partida.


Estive com ele, tirámos umas fotos, falámos um pouco.
Ele não tinha vontade de ir. Também ele (agora) acha o vencimento proposto estranho, mas ao mesmo tempo, diz que o que o faz acreditar, é o facto do salário minimo nacional em França ser de 1500,00€.
Disse-me que lhe asseguravam estadia, mas que esperava não ser em nenhum contentor, pois não se submete a isso (estas afirmações preocupam-me, pois continua de nariz empinado).

Vai com mais 3 amigos, pelo que se manifesta preocupado com a possibilidade de algum(não ele, claro) ser despedido, e ficar assim, de um momento para o outro, sem ter estadia e dinheiro, tendo de aguardar 1 mês, para que os restantes tenham dinheiro para lhe emprestar.
Diz que o que o fez aceitar o convite, foi o facto de no final deste mês, e em virtude de não ter o dinheiro para garantir mais um pagamento de uma mensalidade na casa da namorada, ter de ir viver para a rua (isto da-me cá umas voltas ao estômago. Continuo a não perceber como é que é possível as coisas chegarem a este ponto).


Comentou que os amigos iam carregados de roupa. Ele levava um casaco e todos os seus bens essenciais num mísero saco de plástico :((((
Não levava dinheiro. Levava apenas uma máquina fotografica (outra) para vender.

Creio que em breve terei notícias. Não acredito que ele consiga. Não acredito nas condições prometidas, e muito menos, na sua vontade de trabalhar. Estou a contar que dentro de dias receberei um qualquer contacto, para me informar que está mal, que tem fome, que tem frio e não tem dinheiro para regressar. O que farei nessa altura?? Não sei.

É estranho, mas sinto-me preocupada. Estou agora convencida que mesmo fora de casa mas espacialmente perto, me dava a mim, outra segurança. Sabia que se ele precisasse de mim, em 30 minutos estaria lá para o socorrer ... agora não!! Agora temos muitos kilometros que nos separam, muitas horas de viagem, e se algo acontece, vai ser complicado prestar-lhe auxílio!!


Esta noite, foi passada em claro, às voltas na cama, preocupada com a viagem, imaginando 4 jovens irresponsáveis dentro de um carro a caminho de França!!! Está exposto a muitos riscos a começar pela responsabilidade de conduzir do colega, e a acabar nas reais condições que lá irá encontrar.


Naturalmente informei o meu marido da partida do filho. Também ele acha que é mais uma aventura em que o André se meteu, e que em breve estará em apuros. Demonstrei a minha preocupação, mas respondeu-me: Ele foi ... e agora? Querias ter ido para Vilar Formoso acenar com um lencinho branco?!!!! :((((


Pareceu-me insensível, aliás como quase sempre é, quando o tema é o filho mais velho, mas a verdade, é que também ele, andou às voltas na cama sem pregar olho!!!


Espero sinceramente que tudo corra bem, a começar pela viagem e a acabar por tudo o resto. Era bom que esta saída do País o fizesse encarar a vida de outra forma. Era bom por ele e também por nós!!! Boa sorte é o que lhe desejo!!!!


Sinto-me péssima, com o coração apertado, até porque, como ele foi sem dinheiro, e sem assegurar as condições minimas (não pediu roamming), não tenho como o contactar, afim de me assegurar se está bem, se já chegou, estando assim totalmente dependente do seu contacto.


(Fotos retiradas)

Beijos

18 comentários:

Elisabete disse...

Olá tia Filipa,
Nem sei muito bem o k te dizer, mas começo por, se precisares de falar, desabafar, ou simplesmente de um abraço forte, sabes como me contactar.
De facto, e pelo k tens escrito ao longo do tempo, parece ser mais uma "aventura" sem medição das consequências, por parte do André.
No fundo, acho k o teu filhote tb procura dar uma volta à vida k leva, mas sp procurando soluções "meio estranhas" e k para vcs se afiguram perigosas, difíceis deixando-vos apreensivos.
Um filho é um filho, e por mais disparates k faça nnc o deixa de ser. Sabê-lo longe, sem possibilidade de o contactarem é realmente uma situação que põe à prova a vossa resistência e k certamente vos preocupa muito. Mesmo o teu maridinho, k aparenta distância, estou certa k por dentro está tão preocupado e apreensivo kt tu.
Espero sinceramente k o teu André consiga vencer em França e desejo k tudo corra bem. Gostaria muito de vir a saber k ele conseguiu endireitar a vida e k está bem.
Muitos beijinhos e muita força, kerida!

Mamã da Rafinha disse...

:(((

Puxa miga imagino como te sentes:((

Muita força para ti e boa sorte para ele, que se faça luz na cabecinha dele...

Deixo aqui milhões de beijinhos com carinho e continuação de um resto de boa semana, que por acaso está quse no fim, lol
E mais uma vez desclpa a minha ausência:(((

Mamã e Tesourinhos disse...

Amiga,
Imagino como deve de estar o teu coração.
Vamos ter Fé que as coisas corram bem com ele e que seja desta de encontre o seu caminho!
Qualquer coisa apita!
Fica bem.
Bjs.

Sammy e Mama disse...

Ola Filipa.

Compreendo a tua preocupacao. Mas ate pode ser que este seja o passo que o Andre precisava para abrir os olhos.

Desejo que lhe corra tudo bem. E que nao passe por nenhumas dificuldades mas se passar,ele ai vai ver o quao dificil e a vida.
La nao vai ter ninguem. Nem a ti e nem a avo... E vender coisas num pais estrangeiro nao e assim tao facil.

Quanto ao roamming eu acho que tu podes activa-lo.

Beijinhos e boa sorte para o teu filho.

Anónimo disse...

é minímo estranho...
1º "Na 3ª feira á noite desliguei o telefone, para que não fosse acordada de madrugada com mais uns SMS do André."
depois
"Sinto-me péssima, com o coração apertado, até porque, como ele foi sem dinheiro, e sem assegurar as condições minimas (não pediu roamming), não tenho como o contactar, afim de me assegurar se está bem, se já chegou, estando assim totalmente dependente do seu contacto"
Veja lá se é coerente...

Sandra e Dinis disse...

Mãe sofre!

Não podes ter sempre pensamentos negativos! Sabe-se lá que até é bom e ele venha diferente!

Para os paises da Europa acho que não é preciso pedir roaming.

Um grande beijinho e boa sorte para o André

mamã da princesa disse...

Ai meu Deus!!
Imagino o teu coração de mãe... até o meu ficou aflito!
Espero que não se "meta em trabalhos".
Que Deus o proteja.

Beijinhos

Anónimo disse...

Olá Filipa,

Acompanho o seu blog em silêncio e admiro a sua força e coragem nos mtos relatos da sua vida que aqui partilha, desejo sinceramente que esta experência sirva de "mola" ao André para iniciar uma vida digna e sem mtos precalços...
Escrevo este post com o coração apertadinho, porque um filho é e será sempre nosso, por muito "mau" k seja e perdoe-me mas não posso deixar de lhe colocar uma pergunta, porque como mãe há coisas k não consigo perceber... como permitiram que alguem boicotasse o vosso papel de pais? Um casal que lutou pelo amor que os unia, que selou esse amor com o nascimento do André, a determinada altura desiste de lutar por fazer dele um homem pk? Então mas um filho deixa a determinada altura de valer a pena? Eu falo assim, porque o André á ainda um adolescente, não estamos a falar de um homem feito, e pelos vistos esta situação já se arrasta há uns anos, portanto presumo que a vossa "desistência" se tenha dado com o André ainda em tenra idade, ou não? Eu acredito que ele vos decepcione muito, mas as decepções que uma criança de doze ou treze anos nos possa dar, não serão motivo para um pai e/ou uma mãe tomarem as redeas da situação e inverterem esse caminho? Não seriam vocês capazes de ter pulso para "dobrar" um menino difícil? Não julgue que vos estou a condenar ou a julgar precipitadamente, até porque só conheço o que aqui partilha, mas axo muito mais que insenbilidade da parte do seu marido o comentário que teve á partida do filho...
Desculpe mas vou partilhar a sensação com que estou neste momento....o Pai do André não o pode ser nos 1ºs anos de vida de le não é? Talvez não sinta o apego que sente pelos outros 2 filhos que tiveram a felicidade de nascer e crescer com o pai e a mãe presentes e juntos....mas o Andre não escolheu que fosse assim, foram vcs que impuseram uma familia "amputada" de pai ao Andre...talvez ele hoje seja o reflexo dos muitos problemas que rodearam o seu nascimento... nunca pensaram nisso? A ele infelizmente não lhe foram dadas as mesmas "possibilidades" que aos 2 irmãos mais novos...
E por fim digo-lhe que por muito "pestinha" que seja será sempre seu filho, é um rapaz muito bonito, que até me parece carinhoso nas fotos que vimos, tanto consigo como com os manos... Estranho nunca mostrou uma foto do André com o pai?

Não me interprete mal, continuo a ter mta admiração por si, mas entristeceu-me ver esta foto no final do seu post, e pensar k esse rapaz foi por esse mundo (ainda k por vontade propria) e o unico comentário que mereçeu do pai foi o que referiu... o meu marido perdeu a mãe mto novo e o pai emigrou deixando-o ao cuidado de familiares que o trataram mto bem felizmente e fizeram dele um grande homem...a experiência que lhe foi imposta pela vida fez dele um pai maravilhoso, proximo e empenhado... por isso me toca tanto a vossa história...
Um abraço de mãe....

susana disse...

Querida Filipa,

Realmente não há muitas palavras que te possam consolar neste momento.
Tenta manter a calma, pois tenho a certeza que mais cedo ou mais tarde ele dará notícias. Talvez tenhas razão e esta aventura dele não corra bem, mas pensa que se não correr bem, este pode ser o tal "murro no estômago" que ele anda a precisar há já muito tempo, e que o fará definitivamente mudar e encontrar um novo rumo.
Eu sei que falar é fácil, até porque ainda não sou mãe e não me posso pôr no teu lugar.

Espero que tudo fique bem,
Um grande beijinho

Susana

Anónimo disse...

ola Filipa pode ser que seja bom para o Andre viver esta experiencia .talvez depois deia mais valor a familia e aos conselhos que lhe deram Deus queira que os amigos o levem por bons caminhos gostava de saber para que zona da Franca ele veio beijinhos angelina

A mamã disse...

Anjo da Guarda o acompanhe
Mil beijinhos
paula

Angel disse...

Amiga essa situação ñ é nada facil. Então ele é irmao de pai e mae dos pekenotes? Ele n ker viver convosco?
Desejo do fundo que as coisas lhe corram bem.
Bjs

teresa disse...

Olá Filipa. Este momento não é fácil para ti, tal como comentas, o André pode ir por esse mundo fora mas o teu coração de mãe vai ligado! Espero que ele (não tu, que fazes o que podes...) decida como conduzir a sua vida, sabendo que cada decisão conta, cada uma é importante!
O amor dele valerá sempre a pena...
Beijinhos

Liliana disse...

Ola minha querida

Imagino que nao esteja a ser nada facil, ja ao telefone te achei triste e em baixo, e so agora percebi a verdadeira razao para tal...quero acreditar que nao e so uma aventura à D. André, mas e dificil como tu mesma dizes...sei que estas com o coraçao apertadinho, porque tu es uma MAE linda, e apesar de tudo o que ele tenha feito e o teu menino como tu mesma ja me disseste...vamos ficar aqui a torcer para que tudo dê certo minha querida...
Desculpa o que vou dizer, mas nao posso ficar indiferente, principalmente a anonimos:nao te martirizes a recordar coisas passadas por capricho de algumas pessoas, tu e o G. sao os pais, e todas as opçoes que tomaram foi a pensar no bem estar do andre, nao tens que te justificar a ninguem querida, muito menos a anonimos...desculpa

Beijinho do tamanho do mundo AMIGA

Noc@s disse...

Imagino que te esteja a ser muito difícil e coração de Mãe... Mas vamos ter fé, e vai correr tudo pelo melhor.
Uma beijoca gandeeeeeeeeee. Já sabes, tou aqui!

gabriela disse...

Que deus o acompanhe,eu imagino o seu coração de mãe.
Boa sorte

Pai Para Sempre disse...

Olá Filipa, como estás?
Já tens notícias do André? Espero sinceramente que tudo lhe corra bem, que ele seja bem recebido por lá e tenha muito sucesso profissional.
Imagino a angústia e a dor que tantas vezes sentes. Imagino que tantas noites "rodes" na cama coberta de preocupação...é isto que tantas vezes se passa comigo também...
Não é fácil...não é nada fácil.
Muita sorte,
Um abraço
Sérgio

Mae Princesa disse...

Oh amiga, também não tenho andado bem, e agora que vim aqui, imagino como estejas!
Beijos