>

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Frustrações, ambições e ladrões

E não é que o meu marido hoje foi assaltado dentro da loja? Há pois é!!! E se eu já não andava nos meus melhores dias ... pior fiquei!! A verdade é que esta merda de país em que vivemos já teve melhores dias, e a cada dia que passa mais tenho a certeza que tenho vergonha por pertencer a um país que está a saque.

Eu, ando nos últimos dois dias à beira de um ataque de nervos. À partida sem razão aparente (ou talvez não), pelo que começo seriamente a pensar que para além de todas as outras patologias de que padeço, devo ter uma de bónus ... bipolaridade.

Não, de facto não é disso que se trata. É apenas cansaço, e a frustração de me ter permitido transformar-me aos poucos numa campónia, a quem só falta a bata às flores e a chapelinho de palha. Estou farta de me ver para aqui a ver os dias a passar, farta de constatar que quem tenho por perto, em vez de me incentivar a retomar a minha vida de há uns anos, faz de conta que nada se passa, e só pensa que faz o seu melhor, porque afinal me permite um determinado estilo de vida, não me sujeitando à necessidade de ir trabalhar. Tudo isto seria óptimo, maravilhoso, se eu de facto me sentisse bem nesta minha qualidade.

E toda esta situação me complica com os sistema nervoso, e me provoca uma enorme frustração, aguçada na altura em que alguém olha para mim e me pergunta: Profissão? Eu coro, medito, e a bem da verdade, tenho vergonha em assumir ... que sou doméstica!!!! Fonix. Doméstica eu? tenham dó!!! Fui, ou sou, mas não quero continuar a ser. Por isso ... hoje já estabeleci os contactos necessários com vista a retomar os meus estudos e ingressar AQUI na próxima edição.
Estou cansada de ver os dias passarem, e viver em função dos outros. E tenho dito.

11 comentários:

Anónimo disse...

É compreensivel gostar de trabalhar fora por inumeras razoes, mas ser domestica é uma profissão como qq outra e mais trabalhosa e profundamente exigente (quando há filhos) ke milhares ke por aí abundam e ke as pessoas sentem-se tão orgulhosas de as praticar.. não fikes assim, o preconceito nos outros já é horrivel mas vindo de ti propria nem sei o ke diga..
lembra o MJ ke era racista da sua propria raça :O

Tataruga disse...

Pelos vistos o dia de ontem não foi só péssimo para mim:)
Um beijinho grande

Patricia disse...

deixo-vos um beijinho... a pouco e pouco vou-me inteirando do que se passou nas vossas vidas... tenho andado um pouco alienada de tudo...

beijos

Susana Pina disse...

Fazes muito bem amiga.
eu também acho que não era capaz de estar em casa embora haja sempre que fazer, mas é sempre gratificante sentirmo-nos úteis à sociedade.
Um bj grande
Susana

Noc@s disse...

Valente! Mánada força! Se achas que é como te vais sentir melhor, por bora aí!!!
Ah e ainda não te disse que vais ter vizinhos novos, os meus cunhados vão morar aí para a "tua" terra ;o)
Jocas grandes e força!

© Tété £ Xavier disse...

Infelizmente a vida perfeita não existe, nem para quem está em casa, nem para quem trabalha fora... o importante é encontrar o teu equilibrio para que te sintas bem senão tudo à volta acaba por se ressentir...

Que venham dias melhores ;o)

Beijos
Tété & Xavier

mamã da princesa disse...

Se é isso mesmo que queres... força!

Beijinhos

Paula disse...

Pois quando trabalhemos nao temos tempo para nada, quando se está em casa temos tempo a mais , é complicado, mas pelo que percebi o teu marido tem negocio proprio, nao dá para trabalares com ele , a tempo inteiro ou part time, sempre conseguias estar mais ocupada, é s+o uma ideia nao leves a mal. bj e boa semana,
Paula

Anónimo disse...

Acho que faz muito bem!!!
Ser só doméstica... deve ser uma grande chatice...
Meta "mãos à obra" e muita SORTE

Tudo de bom

angelina disse...

Filipa um beijinho
e se Deus quizer vão haver dias melhores
bom fim de semana
angelina

teresa disse...

Filipa está tudo bem contigo?
bjs

p.s. espero que esteja mesmo decidida a retomar os estudos, são novos oportunidades que se abrem!