>

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Post Económico-Financeiro (lol)

Mas será que a minha mãe está senil? É que é uma atrás da outra. Há umas semanas contou-me que tinha aderido a uma promoção da Uzo. Pagava 3,00€ e tinha chamadas telefónicas a 0,09 cêntimos por minuto. Aderiu!!

Quando lhe perguntei porquê, respondeu-me que era para fazer chamadas mas baratas!!! (lol)
Voltei a perguntar-lhe: Mas tu telefonas para alguém?
Não, respondeu-me!!
Então acabaste de dar de bandeja 3,00€ aos Srs. da Uzo!!!

Lá percebeu que tinha feito asneira. Foi tentar anular a operação, mas responderam-lhe que já não era possível, já lhe tinham tirado os €€€€!!!

Passado uns dias, apercebi-me que durante o nosso afastamento tinha aderido ao Cartão da Citibank. Constatou que o cartão não servia para quase nada, quando quis pagar o IMI através do cartão, e o mesmo não permitia essa operação, pois trata-se de um cartão de compras, não sendo passível de efectuar pagamentos, conforme um vulgo cartão de crédito. Decidiu assim, contactar o Serviço a Clientes, que de forma expedita alvitrou que a minha mãe podia levantar a importância pretendida por "cash advance", ou seja, mediante o levantamento em dinheiro numa qualquer ATM, e o problema estava resolvido!!

Pedi-lhe que não o fizesse, pois essa operação teria concerteza custos bastante significativos.

Dias mais tarde, ao passear-mos num centro comercial, deparámo-nos com uma Comercial Citibank, que nos confirmou o que eu temia. Os custos da operação eram consideráveis. Confirmada a minha suspeita, a minha mãe lá esqueceu a alternativa proposta.

Utiliza agora o cartão unica e exclusivamente para colocar o anúncio do aluguer da casa, via telefone (porque o cartão para pouco mais dá). Até aqui tudo bem.

Hoje telefona-me e diz: Olha, acho que já fiz asneira!!!

Resumindo: Reportou ao Citibank, que tinha ido à Farmácia e quis utilizar lá o cartão, e mais uma vez (também lá) não foi possível. Então, eis que a funcionária, resolve logo o problema, mediante o aliciamento à minha mãe, para que autorizasse que lhe efectuassem um crédito na sua conta bancária, no valor de 600,00€. E o que é que a minha mãe fez? ACEITOU!!!!!

Ai ........ mas será que enlouqueceu?

Sim, porque a minha mãe pode ter muitos defeitos, mas sempre foi muito orientada com as contas, perdendo-se somente, com a conversa do bandido do neto. Enfim.

Assim, a senhora confirma o crédito, informa que a importância estará creditada na conta na próxima segunda-feira. No fim da conversa, eis que a minha mãe pergunta:

Mãe: Então e qual a taxa de juro aplicada?
Funcionária: São só 22%, responde a funcionária!!!!!
Mãe: Então já não quero, diz a minha mãe!!!
Funcionária: Mas agora já não pode desistir!!
Mãe: Então e agora?
Funcionária: Agora, o que pode fazer é devolver esse valor no próprio dia (segunda-feira)!!!
Mãe: Mas terei que suportar alguma despesa, pela realização dessa operação?

Funcionária: Não!! Qualquer importância é tão insignificante, que por certo não será quantificável!!!

Ai ... que por esta altura do relato eu já estava com palpitações!!! (lol)

Disse-lhe que não acreditava nessa informação, pois mesmo que não houvesse despesas (o que eu dúvido) haveria pelo menos o imposto de selo.
Vai daí, pedi-lhe o nº do cartão, os códigos e afins, e toca de me pôr a telefonar para a Citibank. Identifiquei-me como sendo a filha da Sra. xpto, e eis que começo logo a ouvir a funcionária a dizer que não podia aceder à conta, nem dar dados confidenciais e blá, blá, blá!!!
E agora explicar a ergúmena da senhora, que eu não queria nenhuma informação confidencial, pois tudo quanto pudesse ser confidencial, era do meu conhecimento?
Quando ela me começa a argumentar, dizendo-me que só me poderia dar a informação se eu estivesse junto da minha mãe, e a minha mãe viesse ao telefone confirmar que autorizava que ela acedesse à conta e me prestasse informações ... eu passei-me!!!
Mas que garantias teria ela que estaria de facto a falar com a minha mãe? Tem algum sistema que confirme tratar-se do cliente através do timbre de voz? Poupem-me!!!!
Lá expliquei inumeras vezes que não queria qualquer informação confidencial, mas apenas saber se se procedesse à devolução do valor creditado no mesmo dia, se haveria ou não despesas. Fiz-lhe ver que o argumento que não conseguia aceder à conta não pegava, pois facultei-lhe todos os elementos que pediriam à minha mãe, a única coisa que não fiz (e pelos vistos deveria ter feito) era fazer-me passar pela minha mãe.!!!
E eis que de lá oiço: "Exactamente para que não o possa fazer, o cartão ficou neste instante bloqueado"!!!!!
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!! Agarrem-me!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!. Filipa, tu tem calma, tu conta até 1000 (pensei para comigo).

Vai daí, despejei toda a minha fúria (assim como assim, o cartão de bloqueado já não passava) na senhora, e no meio do meu desabafo, dei comigo a chamar-lhes vigaristas, e a acusá-los de andarem a extorquir dinheiro a pessoas de idade!!!!! (mas é que andam mesmo)!!!

Assim, e com o cartão bloqueado, fica a minha mãe a perguntar-me: Então como é que eu amanhã coloco o anúncio????
Ora como a senhora do Citibank bloqueou (estupidamente) o cartão, no seguimento do meu contacto, não me restou alternativa senão começar a dar os elementos do meu cartão de crédito à minha mãe. Dei-lhe o nº do cartão, a validade e um código que se situa nas "costas"o cartão. E pronto, era tudo o que ela necessitava (segundo ela)!!!

Então perguntei: Mas não é necessário nenhum PIN?
Não, respondeu-me!!!

Achei estranho, pelo que repliquei, perguntando:
Mas tu dás estes códigos a quem?
Aos funcionários responsáveis pela colocação do anúncio, respondeu-me!!!!!!

E face a isto ... eis que eu fico deveras apreensiva.

Vamos lá ver se Vos consigo explicar as minhas dúvidas, que provavelmente surgirão por ignorância, o que desde já peço desculpas!!!

Ora, se a únicas informações que são necessárias para confirmar operações, é o nº do cartão e os outros 3 digitos que estão nas costas do mesmo, quem me garante, que o Teleoperador a quem transmitimos essa informação, não fica na posse dos mesmos, e utiliza-os para concretizar operações a seu belo entender???

Depois lembrei-me que na publicidade da La Redoute e da Vertbaudet, uma das formas de pagamento é a crédito, sendo por isso necessário mencionar os dados do cartão, ou seja, quem recepciona a encomenda tem acesso a estas informações, pelo que pergunto: Não estaremos a facultar com extrema facilidade a possibilidade de fazerem compras à nossa conta????

Ora como eu sou uma pessoa, com um QI normal, não acredito que só eu me tenha chegado à conclusão que é demasiado grave para aceitar o risco. E porque as pessoas que fazem estas transacções devem ter um QI tão normal como o meu, digam-me por favor, o que é que me está a escapar?????

Vocês fazem pagamentos através do cartão de crédito, facultando como é obrigatório (sempre que essa opção é a escolhida) estes dados????

Elucidem-me, que eu já estou toda baralhadinha das ideias ... não acho estas transacções nada seguras, bem pelo contrário!!!!!

11 comentários:

mamã da princesa disse...

Desculpa mas não te sei ajudar...
Talvez falando com o teu banco, o teu gestor de conta, te possam elucidar, eles sabem...
Mas eu dão faço assim compras com o cartão de crédito, também tenho medo!

Tu tens alguma estrelinha na testa?! Tudo te acontece!!!

Beijinhos

Sandra e Dinis disse...

Aqui em casa fizemos varias compras com o cartao de credito, mas agora aderimos ao pay pal, é optimo. é um cartao virtual onde só colocas o valor da compra.

A tua mãe nao devia era dar conversa a esses tipos, que parecem abrutres|

bjs

Susana Pina disse...

Oh! Amiga, a tua vida dava mesmo um filme...
Eu não tenho cartão de credito, por isso não te consigo ajudar, mas espero que essa situação se resolva e que a tua mãe também aprenda a não aderir a tudo o que lhe oferecem, a minha mãe está bem avisada...avisadissima...
Beijocas
susana

A mamã disse...

ja n bastava teus problemas com o ANDRÉ e agora a tua mãe ...tb n sei como ajudar :-(
bjs
paula

Anónimo disse...

Olá Filipa,

não se deve transmitir dados de cartões de crédito por telefone, a não ser que seja uma entidade idónea.
Qualquer operação carece sempre da autorização e confirmação do utilizador do cartão no extrato mensal do mesmo.

Espero ter ajudado.

Bjs
Flor
http://cemsal.blogspot.com/

Liliana disse...

Ola Querida Amiga

Agora ao ler o teu post, e quando falaste na La Redout, fiquei eu a pensar, que quando encomendo alguma coisa desta revista pago com o cartao de credito para assim poupar o valor do contra-reembolso, e realmente forneço os dados do cartao, dizem eles que e para terem autorizaçao do banco, que e dada logo na altura da chamada telefonica, mas da ultima vez tambem eu fiquei a pensar e se esta menina tao simpatica se lembra de ela propria fazer compras com os codigos do meu cartao???realmente isto e uma situaçao arriscada, que deveria ser revista ate mesmo pelas proprias isntituiçoes bancarias...em relaçao a tua mae, nao so so os da Citibank, infelizmente ha muitas empresas a aproveitarem das pessoas de mais idade para lhes extorquir dinheiro que muita das vezes tanta falta lhes faz!

Linda se poderes aparece para pormos a conversinha em dia

Uma beijoca do tamanho do Mundo

Bom Fim de Semana

ladybug disse...

Olá Filipa, fazer pagamentos dessa forma é facilitar. Tens dois outros métodos muito simples e muito seguros. Um é o MBNet, que te cria uma cartão de crédito temporário e virtual, com validade de um mês, defines o limite do valor a debitar e associas a um cartão de débito. Dás esses dados para pagamento por Internet e/ou telefone, sem qualquer problema. Para pagamentos online, podes usar o Paypal, associado a um cartão de crédito ;)

Para a tua mãe, o MBNet era perfeito :).

Beijoca,

Joana

Fernanda disse...

Olá
Francamente!
... tudo lhe acontece...
... problemas e mais problemas...
Sinceramente... se estivesse no seu lugar... nem sei bem o q faria...

Tenha calma e desejo-lhe melhores dias.

teresa disse...

Por isso é que devemos ter um cartão especifico para compras online. Eu tenho um com um plafond irrisório. Assim se alguém utilizar essas informações o estrago não é muito... Quanto ao outro cartão não o utilizo para compras/pagamentos na internet.
É assim que me protejo... Tem corrido bem até agora.
jocas

Mae Princesa disse...

Isso é de bradar aos ceus!!!!Com esses elementos qualquer pessoa pode fazer as compras que quiser na net com os dados da tua mãe....
Beijocas!

Xana disse...

Nunca paguei nada a crédito, pela net nem por catálogos, opto sempre por ir ao correio...acho esse tipo de coisas muito inseguras :)

bejinhos