>

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Quid iuris?

Há uns dias recebi uma informação da escola da Rita que dava conta que a partir daquele dia seria instituido um novo sistema por forma a tentar "sensibilizar" as crianças para a necessidade de terem comportamentos "adequados" dentro do recinto escolar. Tal sistema substancia-se na aplicação de sanções mediante o número de ocorrências verificadas.

Assim, cada criança do primeiro ciclo, terá pendurado ao pescoço um cartão, onde serão colocadas bolas vermelhas por cada incumprimento.

Sanções:

1 bola vermelha - não estar presente num recreio

2 bolas vermelhas - não estar presente num recreio durante uma semana

3 bolas vermelhas - comunicação ao Encarregado de Educação
4 bolas vermelhas - convocado o Encarregado de Educação a ir à escola.

Como terão de andar com o cartão pendurado, todos, colegas, auxiliares e professores saberão se se trata ou não de um aluno respeitador ou pelo contrário, desrespeitador.

Olhei para a comunicação, e em primeira instância e na minha qualidade de mãe do Diogo e da Rita, pareceu-me bem, pois são crianças que percebem na perfeição as regras impostas e as consequências da sua violação, funcionando a bola vermelha afixadas no cartão, como uma forma de os "envergonhar" perante os outros, tentando com isso que rectifiuquem a sua conduta.

Contudo, rapidamente me lembrei, que se estivessemos a falar do meu filho André (que como todos sabem é hiperactivo) , jamais consentiria que o sistema lhe fosse aplicado. Parece-me a mim, que estão de uma certa forma a igualar capacidades, esquecendo-se que há crianças que, não por má educação ou provocação, terão sérias dificuldades em cumprir o estabelecido. O facto de exporem as sanções para quem quiser ver, será mais uma facada na auto-estima destas crianças que já de si é baixa, não os ajudando a respeitar as regras mas sim a humilhando-os.

Que Vos parece? Se na escola dos Vossos filhos fosse instituida esta medida concordariam com ela?

12 comentários:

Sandra Silva disse...

Não concordo de maneira nenhuma. Como tu dizes os comportamentos variam tambem de acordo com o temperamento das crianças. Não se podem meter todas no mesmo "saco"
Depois isso só os vais envergonhar. Na escola do meu filho têm uma caderneta feita pela professora onde ela regista o comportamento diário. E em algumas disciplinas, se no comportamento tiverem 3 vezes seguidas Bom recebem um crachá. Mas o mau comportamento não é exposto ao gozo dos outros.

Jokas
Sandra

teresa disse...

Olá Filipa! Este post surge numa altura em que ando cá com umas minhocas sobre o que se passa na escola....bem para dizer que essas tretas de «comportamento adequado» dentro da sala de aula tem muito que se lhe diga! isto porque quem define o tal «comportamento adequado» nunca (ou quase nunca) define de forma clara o que é que entende por comportamento adequado!
Depois isso de andar com um cartão ao pescoço para ver se tá com bolinhas vermelhas ou verdes até me dá coçeira!!! Então e as educadoras, auxiliares e restante pessoal da escola (vulgo adultos) também trazem o cartãozinho pendurado?! é que só assim poderia concordar em que as crianças os exibissem - desde que quem avaliasse o comportamento adequado do pessoal estivesse em posição de o fazer!
acho ridículo usar este tipo de critérios para distinguir as crianças, este tipo de quadros com bolinhas verdes ou vermelhas deve servir para reforçar os comportamentos positivos e não para «castigar» humilhando...
Para mim os comportamentos desadequados merecem ser tratados com atenção para se perceber porque acontecem e ensinam-se as crianças através de bons exemplos! Estamos a falar de crianças em idade pré-escolar! tenhamos bom senso
desculpa o testamento mas conheces as minhas razões não é?
Beijos e tudo de bom

angelina disse...

Filipa francamente não concordo atè fico chocada a imaginar uma coisa dessas.
os trabalhos em crochet são lindos.
um bom fim de semana .nõs aqui vammos ter chuva lol
beijinhos angelina

Mae Princesa disse...

Bom, eu não concordo com a parte da exposição...Se pensarmos bem, o cartão com bolas vermelhas não é mais que as antigas orelhas de burro, tão criticadas e abolidas! Na escola do André há o sistema das bolas, todas as sextas feiras ele traz no caderno dele a autoavaliação dele da semana inteira com diversos items como o comportamento dentro da sala, fora dela, se cumpriu os deveres, se fez os TPC....E eu tomo conhecimento e assino. Essa forma de expor o comportamento das crianças aos outros é no minimo muito questionável....Beijocas!

pedradababy disse...

Bem... acho isso horrivel. Concordo plenamente com o que a Teresa comentou. Não consigo exprimir de tal forma ma ela fê-lo de uma forma exemplar.
Beijo

Liliana disse...

Subscrevo todos os comentarios deixados, principalmente o da Teresa, nao fosse ela uma mae que tem de lidar diariamente com situaçoes complicadas de comportamento assim como as que ja passaste com o Andre, por isso, para mim, esta forma de castigar humilhando e inadmissivel

Amiga adorei mesmo a moldura, estas com umas maos de fada ;)

Beijocas e Bom Fim de Semana

Dri disse...

olá cunhada...
li o teu post e achei de muito mau gosto e anti-pedagógica a atitude da direcção da escola dos teus pequenos... entendo a postura deles enquanto professores e educadores, mas deviam de pensar, antes de mais, nas conseqüências que isto trará para a auto-estima destas crianças... uma coisa é eles serem repreendidos e "castigados" dentro da sala de aulas, e terem o assunto discutido na sala em uma reunião de grupo, assembléia de turma ... ou como quiserem chamar. Outra, é exporem situações que, não sendo assim tão graves, possam ridicularizar uma criança perante os seus colegas... como mãe, e enquanto profissional educacional, sou completamente contra este "sistema" que, ao invés de "ajudar" as crianças a tomarem consciência dos seus erros, expõem-nas ao ridículo e ao gozo de seus pares que, sabemos nós, podem ser muito mauzinhos quando querem. Acho que há outras maneiras de colmatar a situação, de fazê-los ver que cometeram um erro... de lhes mostrar o que está errado na atitude deles. Penso que uma boa conversa ainda funciona, um abraço amigo, o conquistar uma criança pelo seu lado afectivo... é assim que lido com algumas situações menos agradáveis no dia-a-dia... algumas crianças hiperactivas e mal educadas, para além de tudo, que tiram-me do sério... mas que, no fundo, não passam disso... Crianças... e que, após um grande discurso, uma longa conversa a mostrar o correcto e o incorrecto, dão-me um abraço, pedem desculpas.. . e ... voltam a fazer de novo... lololol... mas que tentam, dão o seu melhor, e fazem-no por gostar de mim... para mostrar que podem ser capazes de portarem-se melhor... de estarem à altura do meu afecto...

A Rainha disse...

Boa noite. Como psicóloga eu não quero acreditar que uma escola possa fazer isso! Por favor diga-me que isso não vai para a frente!!!

Isso e uma aberração!!!

Os pais que não deixem isso acontecer!!!

A mamã disse...

claro que não concordaria ..acho isso uma estupidez pegada :-(

Maria e Companhia disse...

Boa noite... não aceitaria de forma alguma!!!
Era só o que faltava!!!
Para isso é que existem as cadernetas: para registos!!!!!

Tudo de bom

Maria & Companhia

Noc@s disse...

Bem já aqui se disse tudo eu acho inadmissível. Tentaria não deixar nunca essa medida ir para a frente.
Jocas grandes ;o)

Velu disse...

Não concordo de maneira nenhuma os miúdos andarem com um colar ao pescoço com um cartão perante todos para se saber quem o "menino mau" e o "menino bom", acho que os pais não deveriam consentir tamanho disparate! Eles terem um registo de comportamento diário, semanal, mensal, etc tudo bem para os pais terem conhecimento do que se passa na escola com o seu filho, mas daí a andarem -se a expor ao ridículo do cartãozinho pendurado ao pescoço, por amor de Deus!!!
Na escola do meu filho eles tem no caderninho diário uma lagartixa com os dias do mês e todos os dias registam as cores do comportamento, verde é bom, amarelo é suficiente e vermelho é não satizfaz, e no final de cada semana os pais tem de assinar.
Bjs